Mostrando postagens com marcador ecbahia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ecbahia. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Por que não pode ter uma chance como titular do Bahia?

Comentários
Estamos em uma intensa duvida diante de um debate complicado no momento: POR QUE JUNINHO CAPIXABA NÃO É TITULAR NO BAHIA?

Vejamos as situações: A contratação “magnifica e pioneira” do jogador “nível seleção”, Pablo Armero, causou inicialmente uma euforia na torcida tricolor, a qual esperava um futebol de alto nível, tendo como base o apresentado no Palmeiras e Flamengo. Enfim, não foi como esperado. Falhas bobas, precariedade defensiva, ineficiência ofensiva e, por fim, constantes lesões fizeram a nação tricolor criar atrito com o lateral. Nesta oportunidade, a vaga foi cedida para o então reserva Matheus Reis, e ai se inicia outro problema. Esse, ainda “verde” e sem experiência, assumiu essa responsabilidade sem nenhum respaldo. 

Resultado: Mais um atrito gerado com a torcida. Fraco defensivamente, sem segurança, sem noções ofensivas e lento, o Matheus Reis causa raiva aos que o assiste jogar. Mas por que tanto ódio é gerado? Isso tudo tem um nome, JUNINHO CAPIXABA. 

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Ex-atacante do Bahia é o novo reforço da Ponte Preta

Comentários
Integrante do "famoso" ataque KLB - ao lado de Maxi e Kieza - na passagem curta pelo Esporte Clube Bahia em 2015, o atacante Léo Gamalho é novo contratado da Ponte Preta para o Campeonato Brasileiro. O jogador, que estava na Série B vestindo as cores do Goiás e foi dispensado pegando o elevador para Série A, realizou exames médicos e deve ser anunciado oficialmente na Macaca nesta quarta-feira. Em Campinas, reencontrará o ex-técnico do Bahia, Gilson Kleina, com quem trabalhou no Goiás e fez sucesso marcando 30 gols numa temporada. No tricolor baiano, não teve o mesmo sucesso. Em 29 jogos, marcou apenas 7 gols.



Mendoza volta a afirmar que grupo está fechado com Preto

Comentários
A contratação (ou não) de um novo treinador pelo Esporte Clube Bahia ainda está indefinido. A diretoria ao mesmo tempo que não descarta buscar um técnico no mercado, não confirma a permanência de Preto Casagrande, que já esteve à frente contra Chapecoense, São Paulo e Atlético-PR. Enquanto isso, o interino segue no comando provisório do tricolor baiano. Após a derrota para o em Curitiba, o atacante Stiven Mendoza falou sobre o assunto e novamente mostrou apoio ao interino, fez questão de frisar que o grupo está fechado com Preto, mas que a decisão cabe a diretoria.  

Veja:

Pelo Brasileiro Bahia leva vantagem contra o Vasco

Comentários
Depois de perder de goleada no último Domingo para o Atlético-PR, o Esporte Clube Bahia tenta a reabilitação no Campeonato Brasileiro contra o Vasco em jogo que acontece no Domingo às 16h na Arena Fonte Nova. O time carioca faz uma campanha muito parecida com a do Bahia e o que difere na tabela de pontuação é justamente o triunfo vascaíno por 2 x 1 no 1ª turno.

Nos últimos 10 jogos, o Vasco venceu duas partidas ambas fora de casa. Goleou o Vitória no Barradão e derrotou o Atlético Mineiro no Estádio independência. Atuando dentro de casa o Vasco não venceu uma partida nas 10 últimas realizadas e desembarca em Salvador no próximo sábado buscando recuperar os pontos não obtidos em casa em uma partida que marcará o duelo de número 70 entre os clubes.

Histórico

Por quê Juninho Capixaba é preterido no Bahia???

Comentários
Seja nos "mandatos" de Guto Ferreira ou Jorginho, e agora com com interino Preto Casagrande, o lateral-esquerdo Juninho Capixaba (20 anos) sempre foi preterido pelos concorrentes de posição (Pablo Armero e Matheus Reis). Algo totalmente inexplicável e difícil de entender. O que não é difícil de compreender são as broncas e insatisfação dos torcedores, que não cansam de clamar pelo jovem formado na base tricolor na equipe titular, desejo de boa parte da torcida.   

O colombiano, que deve ganhar quatro vezes mais que o jovem e chegou com status de "jogador de Seleção", não justificou o alto investimento, aliás, é raríssimo um jogo onde não saia vaiado de campo, as falhas "bisonhas" sempre superaram o vigor físico. Contra o São Paulo, o gringo foi titular mesmo não estando na melhor forma física e saiu de campo lesionado no decorrer do 2° tempo, para euforia da nação tricolor ao ver Juninho entrar em campo, mesmo que por poucos minutos onde mostrou personalidade num momento que o jogo apresentava-se tenso e dramático com 2x1.

Já o inconstante Matheus Reis, que ainda é uma promessa de 22 anos, se aproveitou das lesões do colombiano e ganhou a vaga de titular no 2° semestre. Revelado na base do São Paulo, o atleta também não caiu nas graças da torcida e mesmo quando aparenta uma regularidade em campo, acaba cometendo um erro, como no terceiro gol do Sport-PE ou no pênalti "cedido" ao Atlético-PR.

Oito meses se passaram e os "protegidos" Armero e Matheus Reis, mesmo sem convencer, seguem se revesando na lateral-esquerda, enquanto o preterido e injustiçado Juninho Capixaba, que somente teve chance sete vezes no Campeonato Baiano, que não é parâmetro para avaliação, verdade, contudo, os concorrentes só agora na Série A foram testados e reprovados. Não sabemos se é falta de confiança ou desempenho nos treinos, porém, é visível que em pouco tempo em que esteve em campo, Capixaba mostrou MUITO mais bola que os demais. 



Vasco busca contra o Bahia pontos que perdeu em casa

Comentários
O Bahia terá nas próximas semanas dois jogos contra times que vestem preto e branco, todos cariocas e ambos somaram contra o Esporte Clube Bahia nos jogos de ida três pontos. Chegou a hora da devolução começando no próximo Domingo quando encara o Vasco da Gama. O time de Eurico Miranda faz uma campanha muito parecida com a do Bahia e o que difere na tabela de pontuação é justamente o triunfo carioca por 2 x 1 no 1ª turno. Nos últimos 10 jogos, o Vasco venceu duas partidas ambas fora de casa. Goleou o Vitória no Barradão e derrotou o Atlético Mineiro no Estádio independência. Atuando dentro de casa o Vasco não venceu uma partida nas 10 últimas realizadas.

Justamente por conta disso que os vascaínos querem recuperar os pontos perdidos como anfitrião no duelo do próximo domingo, às 16h (de Brasília), diante do Bahia na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA), pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Bahia vai ou não contratar um novo técnico? E Capixaba?

Comentários
Concordando e aproveitando o ensejo do texto do tricolor Anderson Freire (veja aqui), já que PERGUNTAR não OFENDE, gostaria de saber o porque da INSISTÊNCIA dos treinadores com Matheus Reis e Armeiro revezando-se no festival de mediocridade em detrimento do Juninho Capixaba que já mostrou ser MUITO mais capacitado para desempenhar a função? Qualquer cidadão mentalmente normal acima de DEZ anos sabe que a titularidade do Armero e Matheus Reis NÃO são por critério TÉCNICO. Queremos saber o pano de fundo que esconde a verdade desse ABSURDO?

Pelo amor de DEUS, não voltem a contar com os serviços do volante Matheus Sales, será que ainda NÃO perceberam que esse atleta já mostrou claramente que NÃO tem "sangue" correndo no corpo, ELE não está ligando o mínimo por qualquer coisa que aconteça com o Baêa. Só está aqui cumprindo contrato para voltar para o Palmeiras e seguir sua carreira.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Veja o compromisso semanal do Bahia de olho no Vasco

Comentários
Após a derrota para o Atlético Paranaense no domingo por 4x1, na Arena da Baixada, o grupo do Bahia que viajou para Curitiba retornou nesta segunda-feira para Salvador, ganhou um dia para colocar a cabeça no lugar, e agora terá uma semana inteira de treinamentos visando o duelo contra o Vasco, que acontece no próximo domingo, às 16h, na Arena Fonte Nova, iniciando nesta terça, quando o elenco começa a preparação sob comando do ainda interino Preto Casagrande que terá cinco dias para definir a equipe titular que enfrentará os cariocas.

Veja a programação:

2º Turno: Bahia disputará 30 pontos na Arena Fonte Nova

Comentários
O Esporte Clube Bahia começou o 2º turno com o pé esquerdo, MUITO diferente do primeiro quando estrou com um 6x2 na Fonte, e agora tomando um sonoro 4x1 do Atlético Paranaense em Curitiba, no entanto, não há tempo para lamentações, nas 18 partidas restantes, o tricolor terá um grande "benefício" para reagir na competição e espantar de vez o fantasma do rebaixamento. Falo dos jogos na Arena Fonte Nova, onde conquistou 14 pontos dos 27 disputados até aqui, um aproveitamento de 60%, que poderia ser bem maior. No geral, como mandante, na temporada, foram 22 jogos, com 15 triunfos, 3 empates e apenas 4 derrotas, 46 gols pró e 17 contra, e 72% de aproveitamento.

No 1º turno, o Bahia jogou 9 partidas (venceu 4, empatou 2 e perdeu 3), até aceitável, MAS poderia ter tido um aproveitamento melhor caso não tivesse vacilado em jogos teoricamente fáceis, por exemplo, contra Avaí (1x1) e o mistão do Sport (1x3). Agora, no 2º turno, terá pela frente 30 pontos à disputar com o apoio fundamental do seu torcedor na Arena Fonte Nova, ambos tratados como trunfo e amuleto da sorte para melhorar o desempenho na Série A. Logo de cara, dois duelos em sequência na cidade de Salvador. Vasco (20/08) e Botafogo (27/08), grande oportunidade de somar 6 pontos obrigatórios e necessários para subir na tabela e se afastar da zona do perigo.

Veja os jogos do Bahia como mandante no 2º turno:

E.C Bahia: “Calça de garoto não veste homem.”

Comentários
Os erros individuais do Bahia no jogo contra o Atlético do Paraná fizeram lembrar do festejado Evaristo de Macedo com seus adágios. Os lances capitais de destempero emocional de alguns atletas definiram a má sorte do esquadrão no embate.

Após abrir o placar com o aplicado Mendoza, o escrete de Preto não teve maturidade e frieza de segurar a dianteira. Na primeira pane da defesa o lateral Mateus Reis num misto de imprudência e desespero, sobe com os braços para cima e comete  uma infração máxima digna de um “baba”. Vale lembrar da atuação desastrosa dele no jogo contra o Sport/PE. Certamente já passou da hora de testar o novo Capixaba tricolor como titular.

Bahia tem o que muitos do Eixo Sul/Sudeste não têm!

Comentários
Tem um parâmetro imbatível para afirmar se um time é grande, médio ou pequeno: A presença de público no seu estádio. Em São Paulo, por exemplo, o Corinthians devido as últimas excelentes campanhas (nas Eras Mano, Tite e agora Carille) enche o Itaquerão (Lula). O Palmeiras devido ao mecenas Paulo Nobre que colocou milhões e formou um super time, além da ajuda da Crefisa como um patrocinador forte e o novo estádio Allianz Parque que enche todo jogo com a alavancagem do programa do sócio-torcedor. 

O São Paulo vem lotando o Morumbi, mesmo em má fase, é claro, com a ajuda da promoção de ingressos feita pela diretoria. O Santos tem grandes títulos, porém, tem uma média de público baixa na Vila Belmiro. Por isso, considero Corinthians, Palmeiras e São Paulo times GRANDES, com excelentes médias de público e estruturas de 1º mundo, enquanto o Santos um time médio pela sua média de público e estrutura inferior, apesar de que tem uma base que revela grandes craques.

No Rio de Janeiro, o Flamengo tem uma grande torcida de TV nos outros estados sendo beneficiado pela Globo que transmite uma enxurrada de jogos, no seu Estado de origem tem um público mais ou menos, posso considerar que é um time grande por levar grandes públicos nos estados do Norte/Nordeste onde as pessoas não tem controle remoto. O Vasco é um grande time com uma grande torcida no Rio e também tem bons públicos em outros Estados pela transmissão de seus jogos à nível nacional, vem sofrendo com más administrações e constantes rebaixamentos. 

O Fluminense e o Botafogo têm grandes títulos, tem grandes torcidas, porém, tem médias de público pequenas, portanto times médios. Em Minas Gerais, temos o Galo e a Raposa como os grandes times, com grandes torcidas e boas médias de público, portanto, times grandes. Nos pampas, temos o Grêmio e o Inter com grandes times com grandes torcidas e números altos de sócios torcedores, times grandes. 

Como vocês viram eu listei os 12 times do Sul/Sudeste, com 9 times grandes e 3 médios por suas médias de público. E a dupla BA-VI?

Bahia x Vasco: Éder fora do jogo. Lucas Fonseca retorna

Comentários
Responsável pelo terceiro gol do Atlético-PR na derrota do Esporte Clube Bahia por 4x1 na Arena da Baixada neste domingo, marcando um gol contra, o zagueiro Éder está fora da partida do próximo final de semana, contra o Vasco, às 16h, na Arena Fonte Nova. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o atleta dá lugar ao titular Lucas Fonseca, que retorna após cumprir suspensão imposta pelo STJD, sendo assim, formando dupla com Tiago. 

Reveja o gol:

Grandeza: Bahia Grupo 2. Vitória Grupo 3: E ponto final

Comentários
O Blog Futebol Bahiano, do qual tenho orgulho de fazer parte juntamente com uma legião de colaboradores tricolores e rubro-negros que aumenta à cada dia, é um Blog destinado exclusivamente aos torcedores. Algumas vezes atrai o "ódio" de alguns torcedores por falarmos repetidamente de temas do qual são contras, no entanto, esta é a proposta deste espaço democrático, onde TODOS tem a abertura de expôr suas opiniões sem passar por censura, é claro, prezando sempre pelo respeito ao próximo. Estamos aqui para debater, ensinar, aprender. Se todos tivessem a mesma opinião, o futebol não teria graça. 

Após muitos debates acalorados sobre o retorno de Paulo Maracajá à presidência que, após os textos de exímios tricolores, destaco, seja contra ou à favor, foi colocado um ponto final em grande estilo pelo mestre Dalmo Carrera batendo o martelo e fechando com chave de ouro o assunto cansativamente porém inteligentemente abordado por aqui, relembrando uma carta de 2008 feita ao ex-presidente (veja aqui). Com o desfecho desta novela que só será retomada em dezembro com as eleições para presidente, a "polêmica" da vez é referente a grandeza de Bahia e Vitória no cenário nacional. Quem é grande? Quem é mediano? Quem é pequeno? Eis a questão. Muitos torcedores opinaram sobre este assunto que tende metros e metros de panos para manga. 

Lourival afirmou "Bahia é mediano e Vitória postulante a médio". Zé Duarte concordou "Bahia é médio, e esteve pendente para pequeno". Lázaro Sampaio explicou "O Bahia apequenou-se em razão de gestões desastrosas, de temeroso recente passado, mas nunca deixou de ser grande". Maurício Costa prontamente rebateu "Bahia é gigante!" destacando as glórias do clube. Logo, Hildato frisou "Para mim, o Bahia é o melhor time do mundo". O rubro-negro Marcos Guimarães tratou de jogar panos quentes no debate sobre o maior, menor, médio, pequeno, etc, afirmando que o assunto "Nunca terá fim por ser relativo. É melhor e mais saudável vermos Vitória e Bahia, ordem colocada por imposição como os maiores do Nordeste/Norte seguidos de perto por Sport e com alguma distância de Santa Cruz e Náutico."

Por fim, trago uma análise interessante, separando os clubes por CINCO patamares, do tricolor Daniel Alves, torcedor do Bahia e amigo do Blog. Veja abaixo:

domingo, 13 de agosto de 2017

Bahia perdeu nos detalhes, diz Preto Casagrande

Comentários
O Esporte Clube Bahia foi goleado neste domingo pelo Atlético Paranaense por 4 a 1, na Arena da Baixada, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro, e acabou caindo duas posições na tabela e voltando a ficar colado no Z-4. Após sair na frente com Mendoza, o tricolor no segundo tempo bateu fofo e o Furacão passeou em campo marcando três gols na etapa final. Para o técnico Preto Casagrande, o time jogou com inteligência e fez um bom 1º tempo, com muita consistência, mas acabou perdendo nos detalhes que decidem uma partida de futebol, caso do pênalti bobo cometido por Matheus Reis e da infelicidade do zagueiro Éder que marcou contra.

Veja o que disse o interino:  

Bahia é massacrado pelo Atlético-PR e cai de 4 na Baixada

Comentários
Depois de um início promissor quando abriu o placar com Mendoza criando uma expectativa positiva que não se confirmou, o Esporte Clube Bahia não resistiu a pressão atleticana na segunda parte do jogo e foi massacrado hoje à noite na Arena da Baixada pelo Atlético-PR por 4 x 1 que se vingou dos 6x2 na 1º rodada, acumulando assim mais um fracasso fora de casa, o primeiro da Era Preto Casagrande, até então invicto, após empate com o Chape e triunfo sobre o São Paulo, que deram um alento para o Esquadrão e a esperança de começar com o pé direito o 2º turno, o que não aconteceu, ao contrário, a derrota pesada aproxima o tricolor de aço do Z-4, em 15º ficando um ponto além da Chapecoense que por sua vez ainda joga na rodada, contra o líder Corinthians. 

Agora o Esporte Clube Bahia volta para Salvador, descansa na segunda, e na terça volta ao batente com uma semana inteira livre para colocar a cabeça no lugar e trabalhar, sem direito a churrasco e cerveja, pensando no duelo contra o Vasco, domingo (20), às 16h, na Arena Fonte Nova.     

1º TEMPO EQUILIBRADO

Veja os gols do jogo Atlético-PR 4 x 1 Bahia

Comentários
Jogando na Arena da Baixada, em Curitiba, o Bahia foi derrotado pelo Atlético Paranaense por 4 x 1, de virada, na noite deste domingo (13). Com o resultado o Bahia permaneceu com 23 pontos ganhos, caindo para a 15ª colocação da Série A, um ponto acima da Chapecoense que não jogou na rodada já que teve seu jogo contra o Corinthians por conta da realização de amistosos na Europa.. O time do técnico Preto Casagrande jogou com Jean, Eduardo, Eder, Tiago e Matheus Reis; Edson (Juninho), Renê Júnior e Régis (João Paulo); Mendoza, Zé Rafael (Ferrareis) e Rodrigão. Agora o Bahia encara o Vasco da Gama do próximo Domingo às 16h na Arena Fonte Nova

Veja os gols

Bahia escalado para o jogo contra o Atlético-PR

Comentários
O Esporte Clube Bahia está definido para o jogo de logo mais, às 19 horas, contra o Atlético Paranaense, na Arena da Baixada, pela abertura do segundo turno da Série A. Sem o zagueiro Lucas Fonseca, suspenso pelo STJD, Éder entre na defesa ao lado de Tiago. Na lateral Matheus Reis retorna de suspensão e reassume a titularidade. Fora isso, do meio para frente nada de novidade. O Bahia está atualmente em 13º com 23 pontos, empatado com Ponte Preta e Atlético-MG.

Veja o time:

Bahia e Vitória times de grande porte? Ah, isto depende!

Comentários
Logo depois das declarações do presidente do Bahia direcionadas ao jogador Petros, do São Paulo, que afirmou ser o Bahia um time menor, iniciou-se por aqui através dos colaboradores uma autêntica discussão sobre o tema. 

Inicialmente com o texto do Marcelo Torres de Brasília, que não endossou a postura do presidente tricolor ao confrontar o jogador atacando outros clubes, inclusive o Esporte Clube Vitória, que não tinha nada haver e entrou de gaiato na história, logo depois, o Lourival de Paulo com a veemência e independência de sempre, pediu uma reflexão mais apurada para se saber de fato, qual é o real do tamanho da camisa do Bahia, se G, M ou P, por outra via, e uma via completamente contrária, o tricolor Mauricio Guimarães Moura Costa, foi capaz de convencer não apenas aos leitores, como também o psicanalista que o Bahia era não tão somente grande como gigante.

Não satisfeito, o tricolor Lázaro Sampaio, lembrou da participação do Bahia no clube dos 13 onde supostamente reuniu os clubes mais importância do Brasil em determinada época, fato por que si só, já aufere ao tricolor uma condição diferenciada e por fim, o tricolor Hildato optou por entender o Bahia como um grande clube via um decreto lei, aliás, de forma legítima, afinal, o tamanho do clube pode ser medido e alcançado pela régua da paixão pura e simplesmente sem nenhum outro questionamento.

Neste domingo chegou a vez do rubro-negro Marcos Guimarães, amigo do BLOG de longas datas que decidiu por fazer uma abordagem diferente. Amanha encerramos este tema com as conclusões do torcedor Daniel Alves. 

Vamos lá:

Preto Casagrande não é interino e sim o técnico do Bahia

Comentários
Após terminar 2016 e iniciar 2017 com o contestado Guto Ferreira que, diga-se, deixou saudades para boa parte da torcida, até para aqueles que metralhavam sem pena e sem dó o treinador que, independente de de qualquer questionamento, tirou o Bahia da Série B (mesmo dos trancos e barrancos) e ajudou diretamente na conquista da Copa do Nordeste. Quando o casamento caminhava para dá certo e completar Bodas de Papel (1 ano), eis que Gordiola decidiu pedir a separação para reatar com um antigo amor de longas datas, o Internacional, deixando o tricolor sem técnico no início da caminhada no Brasileiro. 

A diretoria do Bahia, sempre taxada como lenta na questão de negociações, foi rápida no gatilho, perdeu Guto no dia 30 de maio e no dia 1º de junho anunciou oficialmente Jorginho como o substituto, no enanto, os maus resultados, principalmente em casa, derrubaram o treinador precocemente, levando o presidente Marcelo Sant'Ana a assumir que foi uma contratação equivocada. Desta vez, o governador do Bahia mudou seu pensamento, diante das poucas opções no mercado, repetiu diversas vezes não ter pressa para buscar outro comandante e resolveu ir caminhando e levando com Preto Casagrande que, pelo andar da carruagem, tudo indica que será mesmo efetivado.

O diretor-executivo do clube, Diego Cerri, falou a respeito dos planos da diretoria para o segundo turno da competição e deu a entender que Preto Casagrande é o treinador do Bahia para o restante da temporada. Veja abaixo:

Oficial: Usain Bolt abandona as pistas para jogar futebol

Comentários
O Mito dos 100m, dono de nove medalhas de ouro olímpicas e considerado o homem mais rápido do Mundo, Usain Bolt abandonou as pistas em sua última prova conquistando apenas uma medalha de bronze no Mundial de Londres. No entanto, a única surpresa não foi apenas ter ficado em terceiro lugar, mas sim o anúncio de que vai virar jogador de futebol. Não é piada, tampouco marketing, afirma o Borussia Dortmund, seu novo clube.  

O diretor-executivo Hans-Joachim Watzke, confirmou que o "Raio" vai treinar no clube em breve, com data ainda a ser definida. "Não é uma piada. Nós tomamos essa decisão há um tempo. Usain estava muito interessado em poder treinar conosco. Para nós, não há nenhum problema e nosso técnico, Thomas Tuchel, gostou da ideia também. Com certeza ele não vai nos visitar no meio de uma partida importante de Liga dos Campeões, mas talvez na pré-temporada".

O próprio Usain Bolt confirmou que o acerto é verdadeiro e deve acontecer mesmo em 2017. Em declaração ao "The Guardian", da Inglaterra, ele mostrou a animação com o contato verdadeiro com o futebol profissional. "Vamos ver o que acontece. Se eu conseguisse jogar no Manchester United seria um sonho realizado. Isso sim seria épico".