UFC 173: Vídeo da luta - Renan Barão x TJ Dillashaw

UFC 173: Vídeo da luta - Renan Barão x TJ Dillashaw
Vídeo Renan Barão x TJ Dillashaw

Chris Weidman x Lyoto Machida

Chris Weidman x Lyoto Machida
Chris Weidman x Lyoto Machida

AO VIVO: Criciuma x Vitória

AO VIVO: Criciuma x Vitória
AO VIVO: Criciuma x Vitória

Perdemos a Taça. Ganhamos a Copa!

Perdemos a Taça. Ganhamos a Copa!
Ganhamos a Copa!

Vitória 0 x 1 Sport-PE: Veja os melhores momentos

Vitória 0 x 1 Sport-PE: Veja os melhores momentos
Melhores Momentos: VIT x SPT

PUBLICIDADE #01



Mostrando postagens com marcador ecbahia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ecbahia. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Venda de ingressos para Bahia x Internacional

Com o efeito suspensivo concedido ao Bahia, a partida contra o Internacional terá a presença de público na Fonte Nova. Os ingressos começarão a ser vendidos na internet, nas bilheterias e nos shoppings, a partir do meio dia desta sexta-feira(25/07), com preços a partir de R$ 15.

O sócio do Tricolor de Aço permanece com desconto de 50% e poderá adquirir seu ingresso pela internet, nas bilheterias comuns da Fonte Nova, nos pontos de venda externos( shoppings Iguatemi, Paralela, Salvador, Piedade e Lapa) e no CAS(Capemi).

É importante ressaltar que somente o sócio que estiver em dia poderá adquirir o bilhete. A identificação do sócio é feita através do CPF cadastrado no programa.

A CAS (Central de Atendimento ao Sócio) no Capemi também venderá entradas para sócios adimplentes. Em virtude da proximidade da partida, não foi possível viabilizar um guichê exclusivo para os sócios na Fonte Nova.

Os participantes do Arena Tricolor acessarão a a arena por catracas especiais, com o cartão do plano. A venda online conta com preços promocionais para o setor Leste Inferior (R$ 40), o Cadeira Especial Oeste (R$50) e o Lounge Premium (R$120). Os descontos giram em torno de 20% a e não é cobrada taxa de entrega.

O pagamento é feito através de cartão de crédito pelo sistema paypal. Não é necessário realizar troca de voucher, pois o torcedor imprime o próprio ingresso que será lido na catraca de acesso.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Bahia x Internacional: time gaúcho definido

O Internacional realizou nesta quinta-feira, o penúltimo treino visando a partida deste sábado, contra o Bahia na Arena Fonte Nova. No treinamento, o técnico Abel Braga tratou de confirmar Alex como titular no meio-campo e encaminhou a equipe para o duelo valido pela 12ª rodada do Brasileiro que está praticamente definida.

Aránguiz Valdívia já estavam descartados, hoje à tarde foi à vez da confirmação de Jorge Henrique. O jogador fez exames e lesão no tendão de Aquiles e não reúne condições de jogo. Ele desfalca o Internacional, não tão somente contra o Bahia, como nas próximas duas rodadas.

O provável time titular para sábado: Dida; Wellington Silva, Paulão, Juan e Fabrício; Willians e Wellington; Alan Patrick, Alex e D’Alessandro; Rafael Moura.

Meia Jorge Wagner volta para o futebol do Japão

Pretendido pelo Bahia em diversas ocasiões, o meia Jorge Wagner optou pelo Botafogo-RJ e não se firmou como titular e já está indo embora, ou melhor, voltando para o Japão. O jogador se reuniu com a diretoria do Botafogo, nesta quinta-feira, e acertou a rescisão de contrato com o clube carioca e volta atuar no Kashiwa Reysol, novamente. . Em 21 jogos disputados, ele marcou três gols. O meia de 35 anos, que tinha contrato com o Botafogo até dezembro de 2014, entrou em acordo com os dirigentes e definiu a sua saída de forma amigável.

Esse Bahia não é democrático, Sr. Valton!

Foto: Kiko Freitas / Varela Notícias

Estamos sem vencer faz 9 jogos. Num passado não tão recente, o Bahia antes que alcançasse 4 jogos consecutivos sem ganhar sofria com sua torcida juntos pela perda de um técnico amoroso e querido como Titio Fantoni. Mas, este Bahia que demitia técnicos bons temia algo pior: a desmoralização da nação tricolor que estima pertencer a um time de vencedores. Esse temor fazia com que jogadores e técnicos que aqui chegavam temessem a reação da torcida a uma sequencia de maus resultados. Não sei como esse bom passado foi esquecido pelos atuais dirigentes, talvez um pouco mais velhos que eu, sobre o temor que a torcida do Bahia impunha a qualquer jogador e técnico sem espírito de Bahia, espírito de vencedor.

Um outro dado curioso é que o tricolor jamais deixou de ouvir sua torcida nos estádios. Futebol é democracia de estádio também quando imitando as ágoras gregas fazíamos um técnico ruir e os jogadores tremerem. Nós fazíamos mesmo a diferença com técnico sem resultado! Eles, os técnicos, agradavam a torcida pesquisando qual a escalação favorita, ouviam os gritos da turma e sacava os pernas de pau do campo. Esse respeito pela torcida era um fundador da cultura do futebol brasileiro que em seu excesso de "democracismo" fazia com que o técnico de futebol agisse como um palhaço em campo. Conhecemos palhaços de prancheta e outros estilos também folclóricos.

Numa reação a esse excesso da cultura de técnicos que entram e saem do clube importaram um conceito importante de outra cultura sem sensibilidade à nossa própria cultura, que não priorizava a estabilidade para um técnico de futebol desenvolver suas ideias. Os técnicos não conseguiam permanecer no cargo por causa da pressão da torcida ou a força dos resultados, chegaram a essa conclusão apressadamente. O problema é outro! Nossos técnicos é que são ruins! Não estão a altura da nosso futebol e por isso estamos importando técnicos com conceitos e formas de treinamento novos. Essa é a realidade do futebol brasileiro.

É certo que muitas vezes funciona mudar de técnico e experimentar uma alternativa a uma campanha desastrada cujo destino era o fracasso como também nossa cultura não estava errada posto fundamentada na falta de competência de nossos técnicos de futebol. Claro que o princípio sobre o qual se sustentam técnicos por longas temporadas no futebol internacional responde a um princípio que o técnico profissional detém por causa de sua competência comprovada. No Brasil não temos isso, não podemos deixar que responsabilidade tão grande com um técnico tão jovem. Essa distância entre esse idealismo e a realidade mata nosso tricolor!

Hoje, a sensação que tenho é que a democracia no Bahia foi uma democracia comprometida com a elitização do futebol brasileiro. Transformando a democracia das arquibancadas em sócios muito parecem agir contra a história do Bahia da democracia da arquibancada que dizia em alto e bom som o que esperava de um técnico. Não adianta fingir essa elitização das arquibancadas, é uma realidade. Precisamos é procurar um meio termo entre essa ditadura do departamento de futebol do Bahia e a cultura das arquibancadas que foi expulsa do Bahia por falta de respeito a cultura do futebol baiano e do Bahia.

Bahia x Inter na Fonte Nova: tricolor terá desfalques

Depois de retornar de viagem de São Paulo, o elenco do Bahia se reapresentou na tarde desta quinta-feira para dar inicio aos treinamentos, visando o jogo de sábado, contra o Internacional. Os jogadores que atuaram mais de 45 minutos contra o Corinthians fizeram um treino regenerativo na academia e foram liberados.

Os demais atletas participaram de um coletivo no campo principal do Fazendão, contando com a participação de atletas da equipe sub-20. O time azul treinou com Douglas Pires, Roniery, Robson, Lucas Fonseca e Pará; Feijão, Rafael Miranda, Branquinho e Rafinha; Wiliam Barbio e Kieza.

O time amarelo treinou com Guido, Galhardo, Lucas(base), Rodrigo(base) e Raul; Pittoni, Railan, Rômulo(base) e Emanuel; Potita e Jeam. O coletivo foi vencido pelo time azul por 3 x 1, com gols de Branquinho(2) e Kieza. A equipe amarela descontou com Galhardo.

O zagueiro Demerson e os atacantes Henrique e Rhayner fizeram tratamento e um treino físico na academia, com o professor Vitor Gonçalves. Como Demerson está suspenso, ele terá mais tempo para se recuperar e deve ser reintegrado ao grupo na segunda-feira. Já nos casos de Henrique e Rhayner, o departamento médico e a fisioterapia estão intensificando a recuperação dos dois atacantes, mas suas participações no jogo de sábado ainda não estão confirmadas.

O goleiro Omar, o lateral Ávine e o meia Lincoln fizeram treino físico na academia, se recuperando de lesões. Para o jogo de sábado, o técnico Marquinhos Santos pode ganhar os retornos de Rhayner e Henrique, mas a volta certa é do lateral Roniery, que não pôde atuar na Copa do Brasil por já ter jogado o torneio pelo Paraná. O atacante Kieza aguarda a sua regularização, o que pode acontecer nesta sexta-feira. O meia Marcos Aurélio desfalcará a equipe, pois ele ainda tem vínculo com o Internacional.


Presidente do Bahia terá reunião com Dilma Rousseff.

O presidente Fernando Schmidt viajou nesta quinta-feira para Brasília, onde amanhã, às 11h, participará de uma reunião com a Presidente Dilma Rousseff. O encontro reunirá 12 presidentes de grandes clubes do Brasil e tem como pauta assuntos ligados ao futuro do futebol nacional e suas agremiações.

Além do Bahia, participarão do encontro os presidentes do Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Botafogo, Flamengo, Inter, Grêmio, Atlético-MG, Coritiba, Santa Cruz e Paysandu. Na última segunda-feira, a Presidente Dilma Rousseff teve uma reunião com representantes do Bom Senso F C, movimento dos atletas profissionais, que lutam por melhorias no futebol brasileiro.

Campeonato Brasileiro Série A: Bahia vive a sua pior fase

O Esporte Clube Bahia vive um período confuso dentro de campo. O clube não vence uma partida na Série A do Campeonato Brasileiro desde a terceira rodada quando venceu o Botafogo-RJ na Arena Fonte Nova, pelo placar de 1 x 0 e de lá pra cá só foi sofrimento, para desta forma atravessar a pior fase desde que retornou à elite do futebol nacional em 2011.

O site ESPN faz um balanço das participações do clube nada animadora. O time subiu em 2010, quando terminou a segunda divisão na terceira colocação. Desde então, suas campanhas na elite nunca o levaram mais alto do que a 12ª colocação, alcançada em 2013. Na última edição do Brasileirão, inclusive, a equipe terminou com 14 derrotas em 38 rodadas. Este ano, já seis revezes em apenas 12 jornadas.

Em 2014, o campeonato começou para o Bahia com uma derrota para o atual campeão brasileiro Cruzeiro. Justificável. Depois, as vitórias sobre o Figueirense e sobre o Botafogo colocaram a equipe no G-4 e animaram o torcedor. No entanto, de lá para cá, o time comandando por Marquinhos Santos ainda não conseguiu se reencontrar com as glórias.

O empate com o Atlético-MG, conquistado no Independência na última rodada, amenizou um pouco os problemas escancarados após o revés frente ao São Paulo na décima rodada, que marcou o retorno do Brasileirão após a parada para a Copa do Mundo.

No entanto, a derrota para o Corinthians, na última quarta-feira, dessa vez em jogo válido pela terceira fase da Copa do Brasil, deixou claros os problemas da equipe baiana em criar jogadas no meio-campo e incomodar o adversário. A preocupação do técnico Marquinhos Santos chegou até a ser em não tomar gols, ao invés de tentar marcar o primeiro.

Nestes três anos, as piores sequências sem vitória foram de seis rodadas no máximo. Assim, a equipe precisa reagir para que a enorme descente não a leve de volta à Série B do Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso é no sábado, às 21 horas (de Brasília), contra o Internacional, na Fonte Nova.

Bahia x Internacional terá a presença de público

Nesta quinta-feira, o STJD(Superior Tribunal de Justiça Desportiva) acatou o pedido de efeito suspensivo da pena imposta ao Esporte Clube Bahia, de atuar em dois jogos como mandante com portões fechados. O departamento jurídico do Bahia deu entrada neste pedido nesta quinta-feira e obteve sucesso no pleito. 

Sendo assim, a partida contra o Internacional, no próximo sábado, terá a presença de público na Fonte Nova. Essa decisão fica mantida até que seja marcado um novo julgamento. O Esporte Clube Bahia está tomando as providências necessárias junto à Arena Fonte Nova para dar inicio à venda de ingressos escreveu o site oficial do Bahia

Bahia x Internacional: D'Alessandro confirmado

Bahia e Internacional se enfrentam neste sábado, na Arena Fonte Nova, em mais um desafio do tricolor de aço, na luta que trava para sair da parte baixa da tabela de classificação. Já para o Internacional, é uma nova chance para voltar ao G4. Para o jogo, o time colorado confirmou a presença de D'Alessandro, que passou por procedimento odontológico, não participou dos últimos treinamentos, porém, é presença certa no jogo. Em contrapartida, o time gaúcho não contará com Aránguiz e Valdívia.

A lesão do chileno é no ligamento colateral medial do joelho direito e a do garoto no músculo adutor da coxa. Ambos fazem tratamento fisioterápico. Jorge Henrique, com dores no tendão de aquiles esquerdo, será submetido a exame e reavaliado, não tendo até lá presença garantida

Bahia x Internacional: Heber Lopes apita o jogo

A Copa do Brasil, praticamente acabou para o Esporte Clube Bahia e agora é direcionar as atenções para o Campeonato Brasileiro, a partir do próximo sábado, quando às 21h enfrenta o Internacional de Porto Alegre, pela décima segunda rodada, na Arena Fonte Nova, que não terá público, em virtude de punição imposta ao Bahia, precisando vencer desesperadamente. O time retorna de São Paulo hoje ao meio dia e na sexta-feira realiza o único treinamento visando essa partida.

Para Bahia e Internacional, a Confederação Brasileira de Futebol já designou que o catarinense Heber Roberto Lopes será o árbitro principal da partida. Ele terá como assistente os conterrâneos Kleber Lucio Gil e Carlos Berkenbrock. O Internacional é o quinto colocado no Campeonato Brasileiro, com 19 pontos, enquanto o Bahia é o décimo sexto, com apenas 9 pontos.

Derrota, Marcos Aurélio e estreia do uniforme do Bahia

Mais um jogo do Bahia, mais uma derrota (já esperada). As únicas novidades foram a estreia de Marcos Aurélio, com a camisa 10, que seria do jogador de "peso" contratado após chegar aos 30 mil sócios. Não chegou aos 30 mil sócios e nem chegou o tão esperado jogador de peso. E a outra a estreia do novo uniforme tricolor do Bahia, que parece ter sido cuspido pela Nike.

Fora isso, o mesmo time, a mesma desorganização, o mesmo futebol, os mesmos erros, e o mesmo resultado. No início do Brasileiro eu falei: Bahia será dependente de Talisca e Rhayner. Pois é, Talisca já foi embora, e o incansável Rhayner hoje não jogou, e foi visível quanta falta ele faz pro time. Pode não ser um jogador técnico, mas o que falta de técnica, sobre em garra, raça e correria dentro de campo.

A cada jogo que passa, Marquinhos Santos balança ainda mais, e não duvido nada ele cair após essa derrota, e Ney Franco assumir. É só uma previsão, um pressentimento. O elenco está desgastado, o time não consegue jogar, e como é mais fácil mandar um embora do que trinta, sobra para o comandante. Na Copa do Brasil já demos adeus, agora é projetar a atenção total para o Brasileiro, e lutar contra a incômoda zona do rebaixamento.

Fellipe Costa

Chegou a hora do técnico do Bahia pegar o Boné

A situação do técnico Marquinhos Santos do Bahia parece daquelas insustentáveis. 8 9 ou sei lá quartas partidas sem vencer e boca do rebaixamento é um forte indicador que seu trabalho e seus métodos não estão dando certo e por isto, penso que chegou o momento do professor apanhar o boné e se picar para uma nova praça, abrindo espaço para que o Bahia, busque um novo nome para tentar encontrar um rumo e neste novo caminho, apanhar prumo para tentar se recuperar no brasileiro, já que a Copa do Brasil, já foi para o espaço. Lógico, cabe a diretoria tomar essa medida e não o técnico, aliás, ele deixou bem claro isto até pela obviedade da questão.

Depois do jogo, o técnico tentou explicar o novo fracasso e ressaltou que ainda existe tempo para o Bahia se recuperar, e lógico, admitiu que a Copa do Brasil para o Bahia já é coisa do passado.

"Quando entra em uma situação como o Bahia está, após levar um gol, tem o abatimento natural. É um outro campeonato, se cria uma expectativa diferente, mas ao levar os dois gols o time abalou. Tivemos um primeiro tempo ruim, completamente dominado pelo Corinthians. Mas, no segundo tempo, voltamos diferente, Criamos, não marcamos e levamos um gol no fim que nos deixou em situação complicada",

"Pressão é grande, e a questão de seguir ou não, cabe à diretoria. É preciso olhar o trabalho inteiro, não apenas quatro ou cinco jogos. Por isso, neste momento, peço que o torcedor incentive, critique apenas no término do jogo, principalmente pela falta de confiança do momento encarado pelos jogaores", completou.

Corinthians 3 x 0 Bahia: Veja os melhores momentos

Na noite desta quarta-feira, Bahia e Corinthians disputaram a primeira de duas partidas da 3 fase da Copa do Brasil, em jogo disputado na Arena Corinthians, em São Paulo. Os gols do jogo foram marcados por Elias, Romero e Renato Augusto. O próximo jogo entre Bahia e Corinthians acontece em 6 de Agosto, agora na Arena Fonte Nova, em Salvador. O Bahia precisa vencer por 3 x 0 para levar o problema para os pênaltis. Já o timão pode até perder por 2 x 0, que irá enfrentar aquele que sobreviver após confronto entre Vasco e Ponte Preta também no dia 6 de agosto.

Veja os melhores momentos

Corinthians 3 x 0 Bahia: tricolor reclama do juiz

É difícil culpar o árbitro quando não se joga nada e ainda recebe 3 x 0 sem esperneio dentro de campo. Ainda assim, o Bahia saiu de campo fazendo fortes críticas ao árbitro Igor Junio Benvenuto. A reclamação principal foi quanto ao pênalti marcado a favor do time da casa nos acréscimos do jogo, em bola cruzada por Fagner que bateu no braço de Rafinha. O zagueiro Titi, do Bahia, que recebeu cartão amarelo depois da partida, acusou e o site UOL escreveu

"O árbitro ajudou muito o Corinthians na segunda etapa. A gente estava fazendo um jogo até melhor na segunda etapa, o juiz deu uma ajudada", falou Titi, à Rádio Globo, antes de opinar sobre o pênalti: "Não foi, quem estava aqui viu que não foi pênalti".

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Corinthians 3 x 0 Bahia: tricolor fora da Copa do Brasil

Lógico, claro que o torcedor do Bahia está aborrecido, chateado, enfim, o time está praticamente fora da Copa do Brasil, ao perder hoje à noite para o Corinthians, pelo placar de 3 x 0 na Arena Itaquera, lá em São Paulo. Mas por mais torcedor e otimista que possa ser o tricolor, era um resultado esperado, não por ter um Corinthians, um timão, como se proclamam até como slogan, e sim pela má fase que passa o Bahia e, sobretudo, pela maneira acovardada como tem enfrentado os adversário nos últimos tempos, aliás, não é por acaso que o clube acumulou hoje sua nona partida sem vencer.

O Bahia até começou o jogo passando a sensação que poderia oferecer algum trabalho ao Corinthians, marcando bem e até arriscando alguns poucos contra-ataques, mas aos 18 minutos, em uma falha de marcação do meio de campo do Bahia, Petros se aproveita, lança para Elias que, no meio da zaga tricolor, empurra para dentro, fazendo um 1 x 0 para o timão. A partir daí, o Bahia sumiu em campo e só deu Corinthians, que criou várias outras chances de gols e só aproveitou uma vez, quando o estreante atacante paraguaio Ángel Romero, fez o segundo e complicou completamente a vida do tricolor de aço.

No segundo tempo, o Corinthians na frente do placar, se acomodou e , consequentemente, o Bahia melhorou, mas uma melhora aparente, inócua, improdutiva e completamente inconsequente, já que não assustou o adversário hora alguma e acabou absorvendo a derrota sem grandes esperneios, até ao seu final e, para complicar, levou o terceiro gol e seguramente deu adeus à classificação, afinal, é impensável acreditar que pelo futebol praticado pelo Bahia, seja capaz de operar o milagre de vencer o adversário pelo placar de 4 x 0, no próximo dia 6 de agosto, dentro da Arena Fonte Nova.

O novo compromisso do tricolor de aço acontece no próximo sábado, às 21h, na Arena Fonte Nova, sendo que este jogo tem a particularidade de ser realizado com portões fechados, fazendo valer punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva, em virtude do problema com a superlotação de um setor no estádio Jóia da Princesa, em Feira de Santana, na partida contra o Santos, em maio.

Em alguns momentos, confira todos os detalhes da partida e, logo após, o vídeo com os melhores momentos e toda movimentação pós-jogo de Corinthians 3 x 0 Bahia, partida que valeu pela 3ª fase da Copa do Brasil, edição 2014.

Corinthians 3 x 0 Bahia: Veja os gols da partida

Na noite desta quarta-feira, Bahia e Corinthians disputaram a primeira de duas partidas da 3 fase da Copa do Brasil, em jogo disputado na Arena Corinthians, em São Paulo. Os gols do jogo foram marcados por Elias, Romero e Renato Augusto

Veja os gols

Corinthians x Bahia: tricolor de camisa nova

O Bahia encara às 22h desta quarta-feira, na Arena Itaquera, o Corinthians, em partida que vale pela 3ª fase da Copa do Brasil, em um jogo importantíssimo, onde precisa trazer um resultado que mantenha acesa e viva a esperança da torcida tricolor, para o segundo e decisivo jogo, que acontecerá em Salvador, em 6 de agosto. Para o jogo, o tricolor não contará com Demerson, Henrique e Rhayner, vetados pelo departamento médico. Em contrapartida, fará a estréia do meia Marcos Aurélio, outra novidade deste jogo, será que pela primeira vez, o clube vai atuar com a camisa listrada, ainda fabricadas pela NIKE.

Corinthians x Bahia: 22 mil ingressos vendidos

Corinthians e Bahia se enfrentam nesta quarta-feira, às 22h, na Arena Itaquera. O jogo vale pela terceira fase da Copa do Brasil. Os ingressos para este jogo continuarão à venda inclusive nesta quarta-feira (23), dia da partida, apenas nas bilheterias do Arena Corinthians, local do confronto. Até à noite desta terça-feira (22), 22 mil bilhetes foram comercializados para o duelo entre paulistas e baianos. 

Corinthians x Bahia - AO VIVO  

Corinthians x Bahia: timão na vantagem

Nesta quarta-feira à noite (23), o Corinthians recebe o Bahia pela Copa do Brasil, na Arena Corinthians. Esta partida marcará o 61º duelo entre as equipes, e o retrospecto é favorável ao time paulista. Até então foram 28 vitórias para a equipe alvinegra, 14 empates e 18 derrotas para Esporte Clube Bahia, além de 90 gols marcados e 62 sofridos. O último duelo entre os times teve vitória do clube de Parque São Jorge por 2 a 0, em jogo realizado em Salvador.

Copa BR: Corinthians x Bahia - Hoje, às 22h no Itaquerão

O Esporte Clube Bahia tem, nesta semana, uma jornada dupla com jogos duros. Hoje à noite, encara o Corinthians às 22h, no Itaquerão, na partida de ida da 3ª fase da competição. O jogo de volta será dia 6 de agosto, também às 22h, na Fonte Nova. No sábado, será o Internacional, na Fonte Nova, sem torcida por conta de punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva. A partida de hoje à noite é naturalmente difícil, onde as chances do tricolor, inicialmente, são reduzidas, isto mesmo considerando a imprevisibilidade do futebol.

O time atravessa uma má fase, tem oito jogos em que não triunfa e seria inocência demais acreditar que da cartola vai sair coelho, lá no Itaquerão. Tomara. Mas o sucesso do tricolor não se limita apenas com o triunfo, um empate seria um grande resultado e o mesmo efeito, caso essa igualdade seja registrada com gols.

Para a partida, Bahia não poderá contar com três jogadores, que se lesionaram no jogo contra o Atlético Mineiro. O zagueiro Demerson e os atacantes Henrique e Rhayner. Adailton, Marcos Aurélio e Maxi Biancucchi serão os substitutos. 

 

Jogo AO VIVO