Mostrando postagens com marcador Esporte Clube Bahia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Esporte Clube Bahia. Mostrar todas as postagens

domingo, 19 de março de 2017

Negociação mela e volante pode reforçar o Bahia em 2017

Comentários
A "novela" Bruno Paulista finalmente teve seu último capítulo e com final triste para torcida do Vasco que aguardou pacientemente durante mais de um mês de negociações e mais negociações que foram frustradas por conta da falta de acerto entre os clubes ligados ao jogador, casos de Sporting Lisboa e Bahia. O volante, que estava treinando na Colina aguardando o desfecho do assunto, regressou para Portugal, mas não deve permanecer no Sporting onde estava atuando no time B.

Com o desinteresse em retornar ao país onde chegou como grande promessa e pouco foi utilizado, Bruno Paulista surge como possível reforço para o Esquadrão na sequência da temporada, segundo informações dos bastidores da bola que circulam neste domingo. A diretoria tricolor já teria manifestado o interesse em repatriar o volante de 21 anos revelado nas bases do clube em 2014 e logo vendido a um grupo de empresários por 3,5 milhões de euros, com o Bahia lucrando algo em torno de R$ 11 milhões. Ao todo, foram 34 jogos pelo tricolor.


https://www.lojaecbahia.com.br/?utm_source=futebol%20bahiano&utm_medium=post&utm_term=lancamento%20ec%20bahia&utm_content=Home

Atacante ex-Bahia quebra o braço em jogo do Fenerbahçe

Comentários
O atacante Fernandão, ex-Bahia e muito identificado com a torcida tricolor após boa passagem pelo clube em 2013 marcando 18 gols em 41 jogos, sofreu uma grave lesão após dividida de bola pelo alto com o goleiro Kirintili em derrota do Fenerbahçe para o Konyaspor por 3 a 2. O clube turco em seu site oficial confirmou que o centroavante quebrou o braço e precisou passar por cirurgia para colocação de pinos no lugar da fratura e deve ficar longe dos gramados, por estimativa, em torno de três meses. De acordo com a esposa de Fernandão, o jogador quebrou o osso entre o ombro e o cotovelo, e aproveitou para agradecer o carinho e a preocupação dos torcedores.

Veja o Raio-X da lesão do jogador:

sábado, 18 de março de 2017

Amor e ódio: Bahia bate o desmotivado e inofensivo Galícia

Comentários
O Esporte Clube Bahia fez quase um jogo-treino neste sábado na Arena Fonte Nova diante do PIOR time do Campeonato Baiano, o Galícia, ainda sem vencer na competição, apenas 1 ponto conquistado e defesa mais vazada, caminhando passos largos para segundona do estadual. Logo pensei. Menos de 7 eu nem comemoro. Era jogo para golear e atropelar, mas o Esquadrão protagonizou um festival de gols perdidos, fez o goleiro Hugo trabalhar dobrado, perdeu pênalti bizarro e vergonhoso com Hernane tentando imitar o "veneno" Djalminha, mas saiu de campo com três pontos esperados e importantes na caminhada tranquila rumo as decisões do Baianão. O triunfo tranquilo por 3x0 foi construído por Lucas Fonseca, Allione e Régis. Com o resultado, o time de Guto volta para 2ª posição (com 17 pontos) agora há 1 ponto do líder Vitória que joga no domingo. O próximo compromisso é contra o Fortaleza, também em Salvador, pela Copa do Nordeste.

O primeiro tempo de Bahia e Galícia foi movido pelos sentimentos e teve como atores principais Hernane e Lucas Fonseca. O primeiro que vinha reconquistando o torcedor com os gols recentes, teve chance de balançar as redes em cobrança de pênalti e aumentar seus números em 2017, porém, inventou uma cavadinha ala Djalminnha, mas de forma RIDÍCULA e totalmente despretensiosa recuou a bola ao goleiro, passando a ser vaiado pela torcida quando tocava na bola e com todo merecimento. Olha como o futebol é inusitado. Se o "Brocador foi do amor ao ódio, Lucas Fonseca foi o inverso. Aos 36 minutos, o zagueiro entrou na vaga do lesionado Tiago e justamente o beque que havia falhado na partida contra o Paraná que custou a eliminação na Copa do Brasil tirou o zero do placar desviando de peito cruzamento de Juninho.    

No segundo tempo a partida seguiu com cara de jogo-treino, o Bahia pressionou e sufocou o desmotivado, inofensivo e fragilizado Galícia, lanterna do Baianão com apenas 1 empate na conta. Era jogo para golear e atropelar o Granadeiro, e não faltaram oportunidades para isso. Foram inúmeras chances criadas e desperdiçadas, um festival de gols perdidos e defesas do goleiro Hugo, grande responsável pelo placar MAGRO. Ainda assim, o Esquadrão só foi aumentar o placar tímido aos 29 da segunda etapa com Allione cobrando pênalti como MACHO, lance que ocasionou a expulsão de Adauto e deixou a situação ainda mais favorável para o Bahia que aumentou um minuto depois com o artilheiro tricolor no ano: Régis (6 gols). O Tricolor seguiu criando e brincando de perder gols, mas ficou nisso mesmo, 3x0, e três pontos na conta.   

Bahia x Galícia: Vencer, convencer e atropelar! Sem mais.

Comentários
É óbvio que a meta principal do Esporte Clube Bahia no Estadual no momento é se consolidar no G-4 e garantir a vaga antecipada na semifinal, é o que explana os jogadores e treinador, no entanto, como isso se trata de uma mera obrigação mesmo utilizando o time reserva no decadente e fragilizado Campeonato Baiano, o objetivo mesmo é tentar alcançar o Vitória 100% e disparado na ponta com 18 pontos, 4 de distância, justamente os 4 pontos perdidos nos empates contra Jacuipense e Fluminense de Feira e que fazem muita falta e hoje colocariam o Esquadrão na primeira colocação empatado com o Leão.

Faltando quatro rodadas para o término da primeira fase e ainda faltando o sempre disputado e acirrado clássico BA-VI do dia 09 de abril, o Bahia terá a missão de tirar esses 4 pontos nos 12 ainda por disputar e neste sábado, às 18h30, na Arena Fonte Nova, continua a caça ao líder diante do enfraquecido e desanimado Galícia, lanterna da competição estadual com apenas 1 ponto somado e 6 derrotas na bagagem além de carregar o fardo de 19 gols sofridos, defesa mais vazada do campeonato, lutando para sair da zona vermelha de desembarque na Segundona do Estadual.

Diante do cenário de ambas as equipes, com todo respeito ao Galícia, esperamos um triunfo MAIÚSCULO e com autoridade jogando na Arena, com o apoio da nação tricolor e diante da pior defesa do campeonato, é o mínimo que se espera. Vencer, convencer e atropelar, sem mais delonga. Apesar de que na maioria das vezes jogos desse tipo são movidos pelo marasmo e apatia principalmente quando o amplo favoritismo sobe a cabeça e os jogadores entram em campo de salto alto sem respeitar o adversário, pensando que vai vencer à qualquer momento sem se esforçar e acaba esbarrando num adversário jogando com 11 "defensores" e dificultando a prática do bom futebol.

sexta-feira, 17 de março de 2017

Mistério nas laterais: Bahia ainda indefinido contra Galícia

Comentários
Tudo pronto para o Bahia encarar o Galícia neste sábado, ou diria quase pronto, já que com a lesão de Eduardo, a lateral-direita virou uma interrogação. Éder improvisado ou Wellington Silva? Ainda não se sabe, porém, o mais provável é que o W. Silva que chegou do Fluminense e ainda não jogou, faça sua estreia de forma oficial pelo tricolor, até porque caso opte por Éder na lateral, teria que colocar Lucas Fonseca que retorna após ter sido "barrado" por um jogo, na defesa, algo muito pouco provável. 

Outra mudança que pode ocorrer é a entrada do lateral-esquerdo Juninho Capixaba no lugar de Pablo Armero, convocado para seleção colombiana e desfalque para Guto nos dias 23 e 28 quando entra em campo pelas Eliminatórias da Copa 2018. Fora o mistério nas laterais, o Esquadrão de Aço está confirmado e sem outras novidades, mantendo o time que goleou o Moto Club por 4x0, no duelo deste sábado, às 18h30, na Arena Fonte Nova.  

VEJA:

Lateral do Bahia é convocado para Seleção Colombiana

Comentários
Uma notícia pegou de surpresa o carismático Pablo Armero, lateral-esquerdo do Esporte Clube Bahia, que após quase dois anos volta a ser chamado para Seleção Colombiana. Nesta sexta, o atleta apareceu na lista de convocados divulgada pelo técnico José Pékerman para participar dos jogos contra Bolívia e Equador nos próximos dias 23 e 28, respectivamente, pelas Eliminatórias da Copa de 2018. Com esse desfalque, o promissor Juninho Capixaba larga na frente para assumir a vaga na lateral-esquerda, mas terá a concorrência de Matheus Reis, recuperado de lesão.  

O lateral Pablo Armero disputou a última Copa do Mundo, realizada no Brasil, foi titular da Colômbia e até marcou um gol. No entanto, não era convocado desde a Copa América do Chile, em 2015.  Sua última partida pela seleção colombiana foi em 21 de junho daquele ano, no empate por 0x0 contra o Peru.

quinta-feira, 16 de março de 2017

Volante do Bahia luta para voltar aos gramados

Comentários
Contratado pelo Bahia em 2014 vindo do Olaria-RJ inicialmente para integrar o time sub-20, o volante Yuri logo despontou chegando a equipe principal em 2015, onde disputou 38 partidas na temporada, no entanto, nas temporadas seguintes não conseguiu manter a regularidade por conta das inúmeras lesões fazendo com que o jogador disputasse apenas 6 partidas em 2016 e na atual temporada entrou em campo 79 minutos nos dois amistosos pela Florida Cup contra Wolfsburg e Estudiantes. Aos 22 anos, Yuri completou um ano sem jogos oficiais e ainda luta para voltar aos gramados. Recentemente passou por nova cirurgia e deve ficar fora de combate por mais 30 dias.

“Ele tem uma lesão no menisco lateral e fizemos uma sutura para não ter que tirar o menisco. Ele vinha tratando bem, mas volta e meia sentia dor e o joelho inchava. Fizemos outra artroscopia para chegar essa sutura e  limpar a articulação. Ele vai fazer fisioterapia e em 30 dias pode voltar a treinar com o grupo”, disse Luis Sapucaia, diretor médico do Bahia.

quarta-feira, 15 de março de 2017

Ex-novo Pelé que jogou 150 minutos leva 900 mil do Bahia

Comentários
Considerado o novo Pelé quando ainda tinha 14 anos, o meia-atacante Freddy Adu não passou de uma eterna promessa no futebol, rodou por diversos clubes dos Estados Unidos, além de Benfica-POR, Monaco-FRA, Belenenses-POR, Aris-GRE, Çaykur Rizespor-TUR, até chegar ao Esporte Clube Bahia em 2013 tratado como um jogador que poderia render dentro de campo e fora na parte do marketing. No entanto, a passagem do americano por Salvador foi curta e apagada. Foram apenas 6 partidas disputadas com a camisa tricolor, apenas uma como titular, totalizando 150 minutos e nenhum gol marcado, aliás, se ele tocou na bola dez vezes foi muito. 

Além do baixo rendimento, o impacto esportivo foi quase nulo, porém, a contratação deixou um rombo financeiro como herança. Nesta quarta, Bahia e Freddy Adu entraram em acordo em virtude de um processo trabalhista movido pelo atleta que cobrava três meses de salários atrasados, o pagamento de 13º salário e férias, além depósito de FTGS, que não havia sido recolhido. O jogador receberá do clube aproximadamente R$ 900 mil, valor que entrará no acordão que o Bahia possui com o Tribunal Regional do Trabalho (TRT). 

Em 2016, o Bahia renovou o acordão firmado com o TRT em 2011. Como parte do acordo para a suspensão das penhoras, o Tricolor aceitou aumentar os pagamentos mensais para credores de R$ 420 mil para R$ 600 mil em dois anos, além de repasse de 7,5% sobre eventuais receitas provenientes de novos negócios do clube, como prêmios, patrocínios, competições e negociações de direitos econômicos. 

domingo, 12 de março de 2017

Bahia toma vergonha, goleia o Moto Club e avança no NE

Comentários
A eliminação precoce do Bahia na Copa do Brasil serviu ao menos para mostrar ao cabeça dura do Guto Ferreira que Juninho não pode e não deve de forma alguma ser reserva desse time, nem que seja jogando com as pernas amarradas e olhos vendados, ainda mais para escalar dois volantes "brucutu" que não sabem sair jogando. Finalmente com o retorno do volante destaque de 2016 à titularidade, a volta de Allione e a entrada de Éder que é muito mais zagueiro que Lucas Fonseca, o Esquadrão tomou vergonha na cara, espantou a fama de time caseiro, jogando em São Luís do Maranhão como se estivesse em Salvador, e atropelou o desanimado Moto Club por 4x0 com certa facilidade sem fazer muito esforço. Hernane e Régis, duas vezes cada, fizeram os gols do triunfo que carimbou o passaporte tricolor para fase mata-mata do Nordestão com uma rodada de antecedência. 

VAMOS AO EMBATE!

Moto Club x Bahia: Mais um desafio longe de Salvador!

Comentários
Sem muito tempo para assimilar a eliminação na Copa do Brasil para o Paraná, o Esporte Clube Bahia já se encontra em São Luís onde encara neste domingo (12) o Moto Club, pela quinta rodada da Copa do Nordeste, buscando o triunfo que encaminharia a classificação do Esquadrão para fase mata-mata da competição regional, é o que espera os tricolores e o aniversariante do dia, o tricolor Lucas Costa, que aguarda por um presente - que não seja de grego - neste domingo em duelo marcado para às 16 horas no estádio Castelão.    

Será mais um desafio para o Tricolor de Aço que é um time caseiro, um visitante "bonzinho", parece infectado e amedrontado por uma deficiência crônica em jogar longe do seu cercado onde não consegue se impôr e conquistar o mesmo rendimento de quando atua em Salvador, problema que vem se propagando desde a Série B de 2016, diga-se, terminando o ano com aproveitamento de 28% como visitante e 90% como mandante sob comando de Guto que mesmo levando o Esquadrão à Elite não conseguiu passar confiança com sua filosofia de trabalho e continua longe de ser uma unanimidade em 2017.

A grande novidade do Bahia para este confronto é o retorno do meia-atacante Allione, recuperado de lesão e com boas chances de entrar jogando. Em contrapartida, o time terá a ausência (por opção) do zagueiro Lucas Fonseca, homem de confiança de Guto Ferreira, que foi barrado pelo próprio treinador após os erros na derrota para o Paraná por 2x0. Com isso e o desfalque também de Jackson, Tiago e Éder formarão a dupla de zaga titular. 

O técnico Guto Ferreira fez mistério e não confirmou o time titular do Bahia que pode sair do 4-2-3-1 para o 4-2-2-2 com dois homens de área. Veja a provável escalação:

sábado, 11 de março de 2017

Lucas Fonseca é barrado e Bahia terá nova dupla de zaga

Comentários
Após partida assombrosa colaborando decisivamente nos dois gols do Paraná no triunfo por 2x0 que culminou com a eliminação do Bahia da Copa do Brasil na última quarta-feira, o zagueiro Lucas Fonseca que foi um dos maiores alvos de críticas por parte da torcida foi barrado pelo técnico Guto Ferreira. O beque, que era homem de confiança de "Gordiola" nos clubes onde trabalharam juntos, além de perder a condição de titular para Éder, foi cortado até mesmo do banco de reservas, ficando de fora da lista de relacionados. Em seu lugar, Rodrigo Becão foi chamado, enquanto Éder que foi frequentemente utilizado como lateral-direito nas partidas do Baianão formará a dupla de zaga com Tiago, visto que Jackson segue fora do time, com dores no joelho, e sem previsão de volta.

Apesar da eliminação, Guto não deve fazer muitas mudanças. Allione, recuperado de lesão, deve ficar no banco. O provável Bahia tem: Jean, Eduardo, Tiago, Éder e Armero; Edson e Renê (Juninho); Zé Rafael, Régis e Diego Rosa; Hernane.

quinta-feira, 9 de março de 2017

Não dá mais! Guto não faz o Bahia jogar

Comentários


O Bahia atuou em 12 partidas em 2016 e até então Guto Ferreira pouco fez o time jogar, a equipe teve lampejos em duas partidas e só. Tem dificuldades fora de casa é previsível, burocrática, centraliza muito o jogo e isso vem ficando nítido a cada partida. A impressão é que o treinador não consegue fazer a equipe jogar em alto nível, provavelmente tem problemas com alguns jogadores e isso vem prejudicando o tricolor.

Vamos aos fatores:

quarta-feira, 8 de março de 2017

Paraná x Bahia: Sem erros ou vacilos. É matar ou morrer!

Comentários
O Bahia faz o jogo da vida na Copa do Brasil nesta quarta-feira quando enfrenta o Paraná Club, às 19h30, no estádio Durival Britto, partida valendo pela segunda fase, ou seja, ainda decidido por confronto único devido a mudança no regulamento da competição para 2017 e que somente na terceira fase voltam as disputas por mata-mata. Para chegar lá, é preciso eliminar os paranaenses em duelo que não permite erros ou vacilos, definitivamente não pode falhar e a margem de erro deve ser pequena, afinal, é matar ou morrer, não havendo a possibilidade de recuperar em um jogo de volta como em outrora.

Ainda invicto na temporada com 7 triunfos e 4 empates, 19 gols marcados e apenas 2 sofridos, contabilizando Baiano, Copa do Nordeste e Copa do Brasil, o Esporte Clube Bahia tem pela frente um jogo importantíssimo e que não pode ser levado em consideração uma eliminação que jogaria todo bom aproveitamento neste início de ano no lixo e deixaria pressionado o técnico Guto Ferreira que não é uma unanimidade apesar do acesso à Série A em 2016. Vencer e se classificar é essencial e obrigatório, e caso aconteça, terá pela frente na terceira fase o ASA. 

Veja a escalação do Bahia e os confrontos da 3ª fase:

segunda-feira, 6 de março de 2017

Paraná x Bahia terá transmissão de Canal Fechado

Comentários
O Bahia terá mais uma decisão pela frente nesta quarta-feira, às 19h30, em jogo adiado pela Copa do Brasil no estádio Durival de Britto onde encara o Paraná ainda em confronto único, ou seja, quem vencer avança e empate é decido nas cobranças de pênaltis. Este duelo terá a transmissão do Canal Fox Sports 2. A partida deveria ter acontecido no sábado de carnaval, mas, por questões de problemas de logística por parte do tricolor baiano, acabou sendo adiado para o domingo e posteriormente para quarta. 

O Bahia deve entrar em campo com: Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Armero; Edson, Juninho e Régis; Zé Rafael, Diego Rosa e Hernane.

domingo, 5 de março de 2017

Bahia sofre, mas vence o Conquista e quebra longo jejum

Comentários
O Esporte Clube Bahia foi até o Sudoeste Baiano neste domingo onde enfrentou o sempre chato Vitória da Conquista no estádio Lomanto Júnior, local que não trazia lembranças recentes muito agradáveis, foram três anos sem vencer o Bode em terra conquistense, o último triunfo havia sido em 2014, dobradinha por 3x2 e 2x1 nas duas vezes que enfrentou o adversário lá. Digo havia pois neste domingo o Bahia atuando com um time misto acabou com o longo jejum, precisou de apenas 40 minutos para vencer o Conquista no Lomantão por 1x0, gol de Diego Rosa ainda no primeiro tempo já que no segundo o time tricolor não jogou, se acomodou e retrancou na defesa, tomou sufoco do Conquista jogando com 10 homens com a expulsão de Cajá, mas segurou na base da vontade e da aflição o triunfo simples que mantém a equipe na 2ª posição do Baianão com 14 pontos, ainda há 4 de distância do líder Vitória.

No primeiro tempo vimos um jogo muito aberto e movimentado, lá e cá, mas foi o Bahia que chegou com mais perigo, agrediu mais, criou as melhores chances, foi mais intenso e organizado, mas isso só depois dos 13 minutos de bola rolando, afinal, o time entrou em campo meio ressabiado, buscando um caminho efetivo para o ataque, mas quando engrenou, só deu Esquadrão que tentou com Renato Cajá carimbando o travessão, Gustavo mandando por cima ao tentar encobrir o goleiro e Diego Rosa parando em boa defesa de Rodolfo até conseguir balançar as redes com o próprio Diego Rosa aos 40 minutos em uma cabeçada fulminante, deixando o tricolor em vantagem na etapa inicial. 

No segundo tempo o Bahia não jogou, foi outro time, completamente diferente da etapa inicial e o cenário também mudou. ACOMODADO, DISPERSO E APÁTICO, com a cara do técnico Guto Ferreira e seu pupilo Renato Cajá que andou em campo e deveria ter saído já no intervalo, mas a insistência de Guto custou caro com a expulsão do camisa 10 aos 30 minutos que deixou a etapa final ainda mais dramática e preocupante com o Vitória da Conquista pressionando e sufocando até os minutos finais em busca do empate, mas definitivamente não era dia do Bode que teve a grande chance do empate aos 41 em pênalti desperdiçado por Diego Aragão mandando na lua. Agora o foco do Esquadrão é na Copa do Brasil onde na quarta enfrenta o Paraná no estádio Durival de Britto.

Bahia revê o Vice de 2015 no estádio que não traz sorte

Comentários
"Último encontro entre as equipes terminou em goleada e festa tricolor, mas..."
Neste domingo, às 16 horas, no estádio Lomanto Júnior, Vitória da Conquista e Bahia voltam a se encontrar após a final do Campeonato Baiano de 2015 quando o Esquadrão impediu que o Bode conquistasse o título inédito do Baianão mesmo depois tomar 3x0 no mesmo palco da partida deste domingo (onde o tricolor tem péssimas lembranças) e ser obrigado a reverter o placar no duelo de volta na Arena Fonte Nova que terminou em goleada por 6x0 e festa da nação tricolor. No entanto, nesse mesmo ano em que conquistou o estadual, jogou duas vezes em terra conquistense e perdeu as duas para o Bode sequer marcando gol. (2x0 e 3x0). 

Agora a história é outra. O confronto não vale título, mas é importante para ambas as equipes, afinal, vale a vice-liderança da competição. Para o Bahia, o triunfo é essencial para manter viva a possibilidade de ultrapassar o líder Vitória e quem sabe chegar nas decisões com vantagem de jogar por dois resultados iguais, apesar de ser muito difícil pela diferença de pontos (15 x 11). Já para o Conquista, que ocupa a 4ª posição com 10 pontos e tem a Jacuipense fungando no cangote com 8 pontos, é o jogo da vida e uma vitória é essencial para se consolidar dentro do G-4.  

Veja o provável Bahia:

sexta-feira, 3 de março de 2017

Bahia vai novamente de time B contra o Conquista

Comentários
O Esporte Clube Bahia, após vencer o Altos-PI por 3x0 em confronto válido pela Copa do Nordeste, volta seu foco para o Campeonato Baiano e como é de costume, o técnico Guto Ferreira convocou novamente os reservas para encarar o cascudo Vitória da Conquista, domingo, às 16 horas, no estádio Lomanto Júnior, em jogo importante para continuar sonhando com a liderança que daria vantagem nas decisões, e no que pode ser a estreia do lateral-direito Wellington Silva e do atacante Maikon Leite pelo tricolor baiano.

Além de Wellington e Maikon, que já estão aptos para entrar em campo mas somente o segundo pode iniciar jogando, outro que está recuperado de lesão e voltou a ser relacionado foi o lateral-esquerdo Matheus Reis, dando mais opções para Guto Ferreira monta a equipe nas próximas partidas. Em contrapartida, o meia Allione segue no processo de recondicionamento físico, enquanto Yuri e Edigar Junio continuam tratando de suas lesões.

Veja como Guto armou o "time titular" no treino:

Enfim lateral deve estrear pelo Bahia; Atacante está perto

Comentários
Contratado no início do ano para fazer sombra ou disputar posição com Eduardo, o lateral-direito Wellington Silva, que entrou em campo 59 vezes em 2016 pelo Fluminense, ainda não estreou oficialmente com a camisa do Bahia, contudo, após dois meses fazendo fortalecimento muscular e recondicionamento físico para evitar lesões, finalmente o jogador deve dar o ar da graça em campo. Nesse tempo todo, Guto tem apostado em Éder que era volante na base, mas no profissional virou zagueiro e em 2017 vem jogando improvisado na lateral-direita.

O técnico Guto Ferreira destacou após o jogo que terminou em triunfo por 3x0 sobre o Altos no retorno à Arena Fonte Nova que Wellington Silva já está treinando com bola e em condições de estrear pela equipe, o que pode acontecer já na próxima partida contra o Vitória da Conquista, é claro, entrando no decorrer do jogo. Já o caso de Maikon Leite, o treinador não quis apontar uma data específica, mas revelou que nas próximas partidas o atacante deve ser relacionado. Veja:

quinta-feira, 2 de março de 2017

Jean mita, Hernane broca e Bahia vence o Altos na Fonte

Comentários
A saudade enfim acabou! E o reencontro da nação tricolor e do Esporte Clube Bahia com a Arena Fonte Nova (após mais de 3 meses distantes) não poderia ser melhor. Jogo movimentado os 90 minutos, bom de assistir, belo gol e quebra de jejum do Brocador, pênalti defendido pelo "paredão" Jean, e triunfo essencial sobre o Altos do Piauí por 3 a 0, gols de Hernane, Régis e João Paulo (Não é o Pena), recolocando o Esquadrão na liderança do Grupo B da Copa do Nordeste com 8 pontos e muito perto da classificação, mantendo a invencibilidade tricolor na temporada 2017 (6 triunfos e 4 empates) e ainda sem sofrer gols na Copa do Nordeste graças a solidez defensiva e ao goleiro Jean que vem se destacando e calando os críticos (inclusive minha pessoa), válido frisar que o dono da camisa 1 ainda não foi vazado no ano nos 6 jogos em que foi titular. Vamos ao embate!

No primeiro tempo um 0x0 injusto e um roteiro repetitivo praticado pelo Bahia. Defensivamente bem organizado, sólido e sem sofrer muitos sustos, como é de costume, enquanto o setor de ataque produzindo, mas sofrendo no momento das conclusões. Em campo um time solto e intenso, criando oportunidades, mas impaciente na hora de converter as chances em gol. Destaque para Zé Rafael, que comandou o meio de campo na etapa inicial buscando abrir espaços na defesa do Altos e fazendo o papel que seria de Régis, além do volante Juninho, outro que foi bem, movimentou-se bastante e deu uma ligação defesa/ataque rápida e com qualidade. Resumindo, um Bahia relativamente bem, com volume de jogo e intensidade, mas deficitário ofensivamente, algo que não é uma novidade do time comandado por Guto Ferreira.

No segundo tempo, o Bahia continuou superior em campo e fez o simples sem tanta dor de cabeça. Teve tranquilidade e paciência na hora da finalização e os gols nasceram com naturalidade, primeiro com o brocador Hernane aos 4 minutos reencontrando o caminho das redes com belo gol e depois com Régis aos 18 recebendo passe do jovem João Paulo Queiroz que saiu do banco para virar garçom e além disso marcar o terceiro gol aos 36 minutos fechando o caixão. O jogo poderia tomar outro rumo aos 21 minutos após pênalti cometido pelo zagueiro Tiago, porém, o goleiro Jean "mitou" e CRESCEU como um PAREDÃO, e de forma sensacional defendeu a cobrança e ainda o rebote do penal batido por Manoel, defesa comemorada como um gol quando o jogo ainda estava em 2 a 0 e poderia deixar a partida dramática. O próximo compromisso é pelo Baianão diante do Vitória da Conquista, domingo, às 16 horas, em Conquista.

Bahia x Altos: Esquadrão escalado; Veja o time titular

Comentários
Enquanto o Esporte Clube Vitória vai empatando com o Galícia por 0 a 0 no estádio de Pituaçu em partida pelo Campeonato Baiano que está no decorrer do segundo tempo, o Esporte Clube Bahia se prepara para entrar em campo logo mais, às 21h30, também em Salvador, mas na Arena Fonte Nova, onde encara o Altos-PI pela 4ª rodada da Copa do Nordeste, jogo valendo a liderança do grupo B. Vencendo, o Esquadrão chegaria aos 8 pontos ultrapassando o Fortaleza (até então líder com 6 pontos, mas com um jogo à mais). Para esse confronto o Tricolor Baiano já está confirmado e sem novidades.

Veja a escalação: