segunda-feira, 2 de março de 2015

Vitória denuncia atos de vandalismos da torcida do Bahia

Comentários
A diretoria do Vitória divulgou um comunicado nesta segunda-feira (2) sobre supostos atos de vandalismo provocados pelos torcedores do Bahia que compareceram ao Barradão para o clássico Ba-Vi do último domingo (1). Por meio do Facebook, o clube lamentou os atos atribuídos aos tricolores e afirmou que a PM adotará providências "compatíveis com o vandalismo praticado".

Veja a nota abaixo + Fotos

Vitória fará três jogos em seqüência fora de casa

Comentários
 Na tarde desta segunda-feira  ocorreu a reapresentação dos jogadores após o BA-VI de domingo. Com o empate, o Vitória segue a dois pontos do líder geral, o Vitória da Conquista, com 9 pontos ganhos em 15 disputados, 4 gols a favor e 1 contra - 60% de aproveitamento - tendo sofrido no clássico o primeiro gol no Baianão.

Entre os jogadores, a conversa ainda girou em torno do clássico, principalmente pelo fato de o Vitória ter deixado escapar o triunfo. "Não adianta ficar lamentando o que passou, o foco agora é a Copa do Nordeste e estamos conscientes que a vitória nos dará a liderança do grupo", comentou Neto Baiano, autor do gol diante do Bahia.

Contra o América de Natal, às 22 horas desta quarta-feira, na Arena das Dunas, em Natal, pela quarta rodada da fase de classificação da Copa do Nordeste, o Vitória iniciará uma série de três jogos consecutivos fora de casa. Depois do América, o time rubro-negro enfrentará a Juazeirense, domingo, 8, em Juazeiro, na última rodada da fase de classificação do Campeonato Baiano.

Dia 11, quarta-feira, se deslocará a Porto Seguro e no Estádio Antônio Carlos Magalhães, conhecido como a "Toca do Guaiamu" , para enfrentar o Serrano pela Copa do Nordeste. E tudo indica que fará um quarto jogo fora: se ficar entre os quatro primeiros na classificação geral do Baianão, a estreia nas quartas-de-final - jogos de ida e volta e no sistema eliminatório - será no campo do time adversário.

Para as atividades nesta segunda-feira os jogadores foram divididos em grupos. Quem jogou mais de 45 minutos ficou na academia de musculação para um trabalho regenerativo e depois massagem com Tuca e crioterapia.
Neto Baiano, Elton e Rhayner que entraram no decorrer do jogo participaram de um treinamento tático em campo reduzido comandado por Ricardo Drubscky.

Os jogadores retornam às atividades na manhã desta terça-feira e às 15 horas será a viagem para Natal. Os relacionados serão divulgados nesta terça.

Uma providência contra o Barradão!!!

Comentários
A omissão das autoridades com a falta de condições do Barradão para receber grandes jogos é chocante. As autoridades parecem assisitr passivamente a mais uma tragédia anunciada que nos remete a velha Fonte e os 7 tricolores que perderam a vida. Essa omissão parece que tem componentes políticos e humanos. 

Este equipamento usado pelo E.C.Vitória viola as leis mínimas de segurança para grandes eventos. Tem um curral com uma lagura de 2 metros para o torcedor passar até chegar ao local destinado a torcida visitante que inviabiliza qualquer plano de evacuação numa emergência. O pior de tudo é que tudo isso tem o aval da FBF e do ESTADO da BAHIA, estes que deveriam fazer alguma coisa. 

O Barradão é conhecido pela falta de hospitalidade ao torcedor visitante que sempre é alvo de verdadeira guerra patrocinada por cidadãos completamente irresponsáveis. Ontem, então, não foi diferente quando alguns demiolados "torcedores" rubro-negros foram em direção da torcida tricolor para provocar um confronto.

Essa falta de segurança completa e desrespeito ao estatuto do torcedor não é somente com a torcida tricolor que acontece. Os torcedores de outros times rivais ao Vitória, quando precisam chegar ao estádio Manoel Barradas, são alvos desses irresponsáveis constantemente. Quando é que as autoridades competentes terão a sensatez de fazer uma vistoria no Barradão que não leve em conta camaradagem política? 

Federação Baiana parece fazer vistas grossas e a PM-BA parece nada poder fazer contra isso além de atentar contra a liberdade do torcedor tricolor de fazer sua fanfarra festiva contra os torcedores rivais ao levar máscaras. Desde quando é proibido usar máscaras? 

Absurdo que tais coisas repitam-se com frequencia do Barradão! Que tais fatos não se repitam mais contra a maior torcida do Norte e NOrdeste do Brasil!!! 

Mas, onde está o poder público? Quem afinal deveria tomar uma providência precisa sair do gabinete.

Vitória apresenta o seu novo reforço para a temporada

Comentários
Contratado até o final do ano e treinando desde a semana passada, Dakson foi apresentado na tarde desta segunda-feira como mais um reforço do Vitória para a temporada. O meia espera a regularização parta ficar à disposição do treinador Ricardo Drubscky.



Na tarde desta segunda ocorreu a reapresentação dos jogadores após o BA-VI de domingo. Com o empate, o Vitória segue a dois pontos do líder geral, o Vitória da Conquista, com 9 pontos ganhos em 15 disputados, 4 gols a favor e 1 contra - 60% de aproveitamento - tendo sofrido no clássico o primeiro gol no Baianão.

Entre os jogadores, a conversa ainda girou em torno do clássico, principalmente pelo fato de o Vitória ter deixado escapar o triunfo. "Não adianta ficar lamentando o que passou, o foco agora é a Copa do Nordeste e estamos conscientes que a vitória nos dará a liderança do grupo", comentou Neto Baiano, autor do gol diante do Bahia.

Para as atividades nesta segunda-feira os jogadores foram divididos em grupos. Quem jogou mais de 45 minutos ficou na academia de musculação para um trabalho regenerativo e depois massagem com Tuca e crioterapia.

Neto Baiano, Elton e Rhayner que entraram no decorrer do jogo participaram de um treinamento tático em campo reduzido comandado por Ricardo Drubscky.

Os jogadores retornam às atividades na manhã desta terça-feira e às 15 horas será a viagem para Natal, onde o time joga quarta-feira, contra o América RN, às 22 horas, pela quarta rodada da primeira fase da Copa do Nordeste. Os relacionados serão divulgados nesta terça.

Maxi pede silêncio à torcida do Vitória e diz: "Aqui é Bahia"

Comentários
Autor do gol tricolor, o atacante Maxi Biancucchi foi indiscutivelmente um dos destaques do empate no BA-VI deste domingo, no Estádio do Barradão. O argentino, que teve boa passagem pelo Vitória em 2013, mandou um recado e pediu silêncio aos rubro-negros na rede social. “Shhhhhhhhhhhhh calma aqui é Bahia #raça #contratodos”, escreveu o gringo.

Após a partida, Maxi reconheceu que o tento marcado teve um sabor diferente. “Foi um gol especial. Eu estava devendo ao torcedor do Bahia. Sabia que teria uma chance boa durante o jogo, como acontece, e fui feliz. Corremos o jogo todo. Fomos melhores, criamos mais chances e merecíamos ter saído com o triunfo”, disse.

Veja a postagem:

Estádio de Pituaçu pode ser tornar um “elefante branco”

Comentários
Abandonado por governos passados onde foi completamente destruído, o Estádio Metropolitano de Pituaçu foi reconstruído pelo governo Jaques Wagner para atender a necessidade de uma nova praça esportiva em Salvador, após a tragédia da Fonte Nova e no mesmo ato, atender os interesses do Esporte Clube Bahia que não dispõe de local para mandar seus jogos.

No entanto, após a reinaguração da Fonte Nova, o Bahia retornou ao local que originalmente mandava seus jogos e o Estádio de Pituaçu ficou relegado ao segundo plano e ainda que seja utilizado por Galícia e outros clubes do interior do estado no atual campeonato baiano.

Segundo informações do site UOL, até então foram realizados seis jogos pelo torneio estadual e somente dois, superam as despesas e custos do aluguel do estádio que custa 40 mil por jogo, sendo que só a manutenção do placar eletrônico, deus sabe como, ou por que, custa a bagatela de 20 mil reais/mês

E a situação deve piorar no segundo semestre com o final do Campeonato Baiano quando o equipamento que custou 50 milhões só de reforma + R$ 15 milhões no entorno, comportará apenas jogos da segunda divisão e corre o risco de acabar justamente da mesma forma que aconteceu em passado recente.

A SUBESB busca alternativas

Arbitro pernambucano apita Bahia x GLOBO-RN

Comentários
Campeonato Baiano para o Bahia somente no próximo Domingo, quando enfrenta o Feirense na Arena Fonte Nova. No meio da semana o assunto é a Copa do Nordeste, torneio onde o tricolor é o líder do grupo D e time de melhor aproveitamento entre todos os participantes, com sete pontos.  Na próxima quinta-feira em jogo que vale pela quarta rodada, o tricolor encara o GLOBO-RN às 19h40 na Arena Fonte Nova tentando manter e até ampliar a liderança no torneio.

Para este jogo, a  Confederação Brasileira de Futebol (CBF) já definiu o trio de árbitro que vão comandar a partida. O pernambucano Gilberto Freire de Farias será o árbitro principal, tendo Vaneide Vieira de Gois e Rodrigo Guimarães Pereira como auxiliares no confronto.

Copa do NE: Ingressos para Bahia x GLOBO-RN

Comentários
Após duas semanas, o Bahia voltará a disputar uma partida pela Copa do Nordeste nesta quarta-feira (4), às 19h40, contra o Globo-RN, em casa. A competição, vale lembrar, tem como líder geral o Esquadrão.

Os ingressos já estão à venda desde sábado (28) no site da Arena Fonte Nova e, nesta segunda (2), começaram a ser comercializados também nos balcões da rede Ticketmix dos shoppings Paralela, Salvador e da Bahia (antigo Iguatemi). As bilheterias do estádio passam a ser opção no dia do jogo, a partir das 9h.

Os preços permanecem sendo a partir de R$ 15, valor da meia-entrada para o novo setor chamado “Super Sul”, que fica localizado onde era o espaço da torcida visitante (primeiro e segundo anéis). O sócio em dia do Bahia continua podendo comprar com desconto de 50% para todos os setores, exceto Lounge Premium

Vitória apresenta meia Dakson nesta segunda-feira

Comentários
Aprovado nos exames médicos e testes físicos, o meia Dakson, 27 anos, ex-Vasco da Gama (atuou de 2012 a 2014 e foi peça importante no acesso do time carioca à Primeira Divisão em 2014) será apresentado à imprensa nesta segunda-feira, após o treinamento marcado para 16 horas no Centro de Treinamento Manoel Pontes Tanajura.

Dakson assinou contrato até dezembro de 2015 e toda documentação já foi encaminhada à CBF para que o jogador possa ter condições de estrear no rubro-negro. O meia treinou ontem pela manhã, e embora  estivesse parado – exercitava-se em uma academia – apresenta um bom desempenho.

Torcedor mirim do Vitória agora torce Esporte Clube Bahia

Comentários
Antes de dormir resolvi dá última “observada” no que se tinha de novo ainda dos resquícios do BA-VI que acabou empatando em 1 x 1 ontem à tarde no Estádio Manoel Barradas Carneiro e me deparo, com um quase “descarrego espiritual” ou quem sabe uma doutrinação amistosa visando a cura de um jovem até então não bem orientado publicada em vídeo no site Bahia Noticias.

Pelo que foi lido e depois visto, ficou claro que um torcedor do Vitória-mirim, ainda não tão convicto assim, talvez querendo a salvação, se aproximou do ônibus da delegação tricolor na saída no santuário do Barradão, subiu no veiculo de transporte tricolor e de lá como mágica,  saiu completamente curado, convertido e o melhor, liberto de todas as amarras de um passado sofredor, em um milagre operado pelo zagueiro Titi que contou com o assessoramento do presidente Marcelo Sant'Ana e outros seguidores não identificados.

O Vídeo é auto-explicativo, basta vê para entender.

domingo, 1 de março de 2015

BAVI: Criativa On line marca presença no Barradão

Comentários
Na tarde deste domingo, Bahia e Vitória protagonizaram mais um capítulo do clássico BAVI, prestes a completar 83 anos de história. E a Criativa On Line foi presença garantida na partida que terminou no empate em 1 a 1, com gols de Neto Baiano e Maxi Biancucchi. Jogo nervoso, equilibrado e com todos os ingredientes dos clássicos de antigamente.

O repórter Magno Bastos acompanhou e transmitiu o jogo diretamente do Estádio Manoel Barradas, o Barradão, pela Rádio Líder FM, em parceria com a Criativa On Line. Valmir Brito, Kiko Nunes e Edvaldo de Jesus também participaram da bela transmissão que levou mais uma vez a emoção do maior clássico do norte-nordeste para os seus torcedores.

Mesmo sem 1, perdemos de vencer. Vice 1x1 Bahia

Comentários
Ainda baqueado de gripe acordei com os gritos de uns dois ou três gatos pingados aqui da rua. Como foi uma comemoração chochinha, tinha certeza que era gol das carniças. Levantei de mal humor, sentei no sofá e fui ver porque o Bahia vinha perdendo o jogo.

A TV, sinceramente, não me disse. O Bahia jogava como queria, contra um time meeiro, cujo a maior atração era um jogador, inacreditavelmente, chamado Vander. Fora isso o time não tinha nada. 

Numa jogada idiota, na lateral, Pitonni perde a cabeça com uma maluquice de neto bichano. Perdeu a cabeça e lançou um soco rodado de esquerda. Knockout. Foi bonito, mas idiota. Pitonni expulso com razão, mas o cara que fez a falta nem levou cartão amarelo.

Aí veio a diferença do banco de reservas Tricolor. Não houve substituição. Sérgio Soares, só com essa, ganhou meu respeito. O Bahia dominou a partida e os donos da casa se limitavam aos contra-ataques. Porém, é um time tão ruim e limitado, que em nenhum momento assustou o goleiro Jeanzinho no resto do primeiro tempo.

No segundo tempo o jogo melhorou. O Bahia partiu pra cima e tentava a todo custo o empate. E sem mudanças. As não-alterações de Sérgio não deram certo e o treinador mudou. Willian Santana entrou no lugar de Léo Gamalho, que pouco fez. Ferrugem saiu pra entrar Bruno Paulista. O Tricolor dominava e trocava passes mas chegava com dificuldades na área dos retrancados donos da casa. Até que William tocou pra trás, Kiesa chuta cruzado e o goleiros dos caras defende esquisito. A bola subiu e Maxi pulou mais alto que o zagueiro deles. Imagine o tipo de zagueiro pra perder na cabeça pra Maxi... 

Gol do Bahia. Empate na hora certa. Ainda dava pra virar, mas o time cansou e sentiu o peso de jogar com um a menos. Com o cansaço Tricolor o jogo equilibrou mais o Bahia ainda continuava mais presente na área adversária. Kiesa quase fez de cabeça, mas o goleiro dos caras estava pegando tudo. E o jogo seguia pro 1x1.

Pra mim, além de Sérgio Soares, a base Tricolor deu números finais ao jogo. Jeanzinho fez apenas uma única grande defesa. Aliás, que defesa. Jorge Wagner de falta acertou o ângulo, já no finzinho. E Rômulo, oh Rômulo, recebeu de cara numa grande assistência de Kiesa, driblou o goleiro e chutou pra fora. Oh, “minino”...

Bora Baêa Minha Porra! Perdemos de ganhar 2 pontos. Jogamos contra o segundo time mais fraco que enfrentamos no Baianão 2015. Poderíamos estar comemorando o primeiro ponto fora de casa, com um jogador a menos, mas sinceramente meu sentimento é de decepção. Poderíamos estar classificados e jogar contra o Feirense com os reservas, mas não deu. 

Enfim, quando a imprensa esportiva toda elege o goleiro do time da casa, que jogou 60 minutos com 1 a mais, como o melhor em campo, é porque o Bahia não foi tão mal.

Parabéns, Sérgio Soares. Acertou quase tudo hoje. Manteve Jeanzinho e isso pode ter sido fundamental pro crescimento do menino. Não encheu meu time de volante, como em outrora os fdp que treinaram o Bahia faria, após a expulsão. Acertou em tirar Gamalho e manter Maxi. Só errou em aceitar o empate como um bom resultado pelas circunstâncias. Não, não foi.

De 1 a 11

Jeanzinho mostrou segurança, apesar de pouco ameaçado. Tony jogou bem na zaga, mas apoiou pouco. Titi o monstro de todos os Bavices. Tales foi seguro e não comprometeu. Raul é a decepção de sempre, não tem jeito. Pitonni bateu, foi expulso, e o Bahia melhorou. Gostei de Ferrugem, volante sem muita presepada. Tiago Real abdicou de ser meia pra marcar como volante, apareceu pouco, mas jogou pro time. Maxi brigou e fez o gol (além de mandar os simpatizantes burronegros ficarem caladinhos... hehehe). Gamalho não entrou em campo. Kiesa jogou muito e deu a assistência para Rômulo, que só entrou pra perder o gol. Bruno Paulista entrou querendo decidir o jogo, precipitado demais. William foi responsável pela jogada do gol.

PS. Público de 14 mil, num clássico, foi um fiasco...

Com 10 homens, Bahia reage e empata com o Vitória!

Comentários
Cinco meses depois, Bahia e Vitória se reencontraram para o primeiro duelo de 2015. O cenário não era muito animador para os clubes. De um lado, um Bahia que chegou a empolgar em alguns momentos, mas que não consegue manter a regularidade nas partidas. Do outro, um Vitória pouco inspirado ofensivamente e que não transmite confiança na defesa. Ambos mergulhados nas águas da Série B e na crise que atinge o futebol baiano.

Mas BAVI é BAVI, não importa como, quando, onde, é o clássico das multidões, para reunir os parentes, amigos, desde o mais otimista ao mais pessimista. É o clássico das superstições, movido pela fé e cercado de mistérios por todos os terreiros de Salvador. É o clássico das poesias, mesmo que o futebol da Bahia, que tanto mobiliza e arrasta milhões de fiéis torcedores, não tenha mais a beleza e nem a poesia de anos de outrora. 

Mesmo na estrada, como todo torcedor fanático, não desgrudava o ouvido do rádio e logo me indignei ao saber da escalação do Bahia. O técnico Sérgio Soares sacou todos os garotos da base do time titular, somente o goleiro Jean permaneceu, mas neste caso, por falta de opção. Bola rolando, um sol de lascar na cidade de Salvador, o que não impediu de ser um jogo bastante movimentado. 

O Bahia começou a partida tentando pressionar o Vitória, que se defendia bem, mas aos 17 minutos, veio o balde de água fria. Vander apareceu livre pela direita e bateu cruzado, Jean espalmou e a bola sobrou livre para Neto Baiano que chutou forte para abrir o marcador. Depois do gol, o nervosismo tomou conta dos jogadores do tricolor baiano, e em um lance Pittoni acabou perdendo a cabeça e foi expulso. 

O volante num ato de infantilidade disputou a bola com Neto Baiano e acabou dando um soco no atacante. Chapa vermelha e Esquadrão com um a menos em campo. O que já estava péssimo, conseguiu ficar ainda pior. Mas aí lembrei do poema "O momento da reação", do professor Rodolfo Pamplona Filho, conhecido como o "Poeta Tricolor". 

"Quando ninguém parece acreditar. Quando outros sucumbiriam à pressão. Quando tudo soa como a conspirar. É o momento da Reação! Quando se ouvirem fortes vaias. Quando se chocar pela tensão. Quando sentires que torcem que caias. É o momento da Reação! Somente reage quem tem a gana de enfrentar o desafio com altivez! Somente constrói sua própria fama quem sabe que chegou sua vez! E chegou o momento de reagir!"

O poema refletiu o que foi o segundo tempo. O técnico Sérgio Soares colocou em campo Willans e Bruno Paulista, nos lugares de Léo Gamalho e Souza, e o Bahia mesmo com a inferioridade numérica reagiu na partida. Aos 10 minutos, o Tricolor parou na excelente defesa de Fernando Miguel, mas um minuto depois, Maxi Biancucchi fez o Barradão se calar. Em boa jogada de Willans, Kieza recebeu e soltou a bomba, o goleiro espalmou, no rebote o baixinho argentino subiu mais alto que todo mundo e estufou as redes. 

O futebol apresentado pelo Bahia na segunda etapa era outro. A apatia e o nervosismo do primeiro tempo se transformaram em motivação e raça no segundo. O Esquadrão foi superior, e poderia ter saído com o triunfo se não fosse o goleiro Fernando Miguel ou a falta de pontaria dos homens de frente. A partida seguiu emocionante até os minutos finais. 

Aos 47 minutos, Rômulo driblou Fernando Miguel e desperdiçou o que seria a virada tricolor. Do outro lado, aos 49, o meia Jorge Wagner cobrou falta com perfeição e o goleiro Jean fez um milagre garantindo o empate, resultado que acabou saindo com um sabor de triunfo para o Bahia que jogou boa parte do jogo com um jogador a menos. Após o apito final, a torcida rubro-negra vaiou o time e a nação tricolor comemorou o empate heróico.           

Fellipe Costa    

Bahia 1 x 1 Vitória: Veja os melhores momentos da partida

Comentários
Um muito movimentado onde o Esporte Clube Bahia foi superior, notadamente no segundo tempo, mesmo com um jogador a menos com a expulsão do volante Wilson Pittoni ainda aos 25 minutos do primeiro tempo primeiro BA-VI de 2015 e válido pela 5ª rodada do Campeonato Baiano, acabou no empate em 1 x 1. Neto Baiano e Maxi Biancucchi marcaram os gols da partida, que teve um público de APENAS 14.305 torcedores. Com o resultado, o Vitória chegou aos 9 pontos conquistados, enquanto o tricolor baiano chegou aos 7 pontos. Agora, o Vitória encara o América-RN e o Bahia o GLOBO, pela copa do Nordeste, fora e dentro de casa, respectivamente. 

Veja os melhores momentos

Bombas de gás e violência antes do BA-VI no Barradão

Comentários
Como já estava previsto e perfeitamente dentro do roteiro de todo o BA-VI, torcedores de Bahia e Vitória protagonizaram cenas lamentáveis de violência na tarde deste domingo, pouco antes do clássico disputado no Barradão. Do lado de fora do estádio, perto das bilheterias, uma organizada rubro-negra entrou em conflito com tricolores. 

A Polícia Militar interveio para apartar os torcedores, escreveu a pagina do globo ponto com sem mencionar os nomes das torcidas BAMOR e imbatíveis conhecidas pela violência dos seus integrantes.

Na ação, a PM precisou usar bombas de gás, além da cavalaria, para separar as torcidas rivais. Até o intervalo do Ba-Vi, a Central de Polícia (Centel) não tinha nenhuma ocorrência registrada relacionada ao episódio.