quinta-feira, 5 de maio de 2016

O que fazer para o Bahia vencer o Vitória e buscar o TRI

Comentários

É inegável reconhecer que o Rival de Canabrava (VCB) vive um melhor momento dentro de campo, seu time se mostra mais ajustado taticamente, seu treinador se mostra mais experiente e com maior capacidade para ler e modificar o andamento do jogo, e suas peças individuais vivem um melhor momento técnico e, em especial, emocional. Entretanto, nos dois últimos jogos, onde o VCB alcançou merecidos triunfos, esta superioridade só apareceu após eles estarem na frente do placar.

Na primeira partida do ano, o primeiro tempo foi equilibrado, eles tiveram mais domínio da bola, mas, o Bahia foi mais perigoso, teve e desperdiçou as melhores chances. Depois do gol inicial, numa falha individual da nossa retaguarda, eles cresceram e passaram a dominar o jogo. No segundo, até o momento do erro crasso do juiz, o jogo estava equilibrado, com os dois setores defensivos levando vantagem sobre os ataques, nada tinha sido criado até este lance, depois, vimos novamente o VCB superior em campo., perdendo chances de fazer mais gols e decidir o campeonato. Ressalto que nos dois jogos, o crescimento do VCB se deu muito em função do abatimento emocional e da queda de produção individual e coletiva da nossa equipe, mas isto é um problema nosso, eles tiveram competência para se aproveitar.

Ba-VI: Vitória fará treino com portões fechados na sexta

Comentários
Os jogadores do Vitória voltaram a treinar com bola na manhã desta quinta-feira no campo do Barradão. Vagner Mancini realizou um treino técnico em campo reduzido. Nesta sexta-feira, às 15h30, o técnico voltará a comandar atividades no Barradão, no entanto, com portões fechado e sem acesso da imprensa na seqüência da preparação para o segundo e decisivo BA-VI, domingo, às 16 horas, na Arena Fonte Nova.

O goleiro Fernando Miguel e o atacante Dagoberto seguem em tratamento no departamento médico. O zagueiro Josué, que sofreu forte entorse no tornozelo esquerdo, foi liberado para dar voltas em torno do campo, mas continua entregue ao departamento fisioterápico.


BA-VI da Arena Fonte Nova: 10 mil ingressos vendidos

Comentários
Outro BA-VI, desta vez decisivo e não teremos um público expressivo no considerado o maior clássico do Nordeste. 

O Esporte Clube Bahia, através da sua página do facebook, divulgou na manhã desta quinta-feira que, até às 11h, foram comercializados cerca de 10 mil ingressos para a decisão que acontece neste domingo, às 16h, na Fonte Nova. Os ingressos continuam à venda pela internet (www.arenafontenova.com.br), em 7 Casas do Tricolor (Leste, Oeste e Lounge) ou na Arena. Desta vez, há bilheterias distintas para meia-entrada, inteira e sócio.

BA-VI SUB-20: Bahia a um passo do titulo baiano

Comentários
Se na categoria de profissionais o Bahia se deu muito mal quando perdeu por 2 x 0 para o Vitória, no jogo de ida, e acabou entregando a vantagem, precisando agora vencer por 2 gols de diferença para manter a supremacia no campeonato baiano, ao contrário do que aconteceu na divisão Sub-20, onde o tricolor não só tão somente venceu, como ampliou a vantagem e agora pode perder por 1 x 0, para roubar do Leão o comando da divisão no estado. Qualquer empate também dará o título estadual ao esquadrão. 

A finalíssima acontece nesta quinta-feira, às 15h, no Estádio Metropolitano de Pituaçu. Ao Vitória resta vencer por 2 gols de diferença, para sagra-se bicampeão da categoria.

Local:
Estádio de Pituaçu, em Salvador/BA
Quinta-feira, 5, às 15h
Árbitro: Emerson Ricardo de Almeida Andrade
Assistentes: Carlos Eduardo Bregalda Gussen e Paulo de Tarso Bregalda Gussen

Bahia - Deijair, Marlon, Rodrigo Becão, Éverson e Juninho; Luiz Fernando, Weslei Mosquito, Sãvio e Mayron; Cristiano (Hugo Freitas) e Jacó. Técnico: Aroldo Moreira.

Vitória
- Ronaldo, Alef, Hebert, Léo Xavier e Padilha; Léo Gomes, Ronald, Nickson e Jhemerson; Rafaelson e Yan. Técnico: Hamilton Mendes.

quarta-feira, 4 de maio de 2016

O Esporte Clube Vitória e os benefícios das arbitragens

Comentários
Futebol “NÃO SÓ” ganha dentro de campo, infelizmente também começa a perder antes do jogo iniciar. Mais um Ba X Vi decisivo que o APITO amigo colabora com o Vitória e que não me venham MINIMIZAR mais uma ARMAÇÃO, atribuindo a uma simplória e conveniente choradeira de quem perde, uma vez que o contexto é RECORRENTE e vem desde a chegada do dono da FBF que o processo se normatizou.

Venho INSISTENTEMENTE desde o começo do século XXI, onde a presidência da FBF passou a ser comandada por Sr. Ednaldo Rodrigues ( conselheiro do vice), que coincidentemente marcou o começo da conquista duma bem PLANEJADA hegemonia RUBRO NEGRA em relação aos títulos de campeonato baiano. O sujo pano de fundo dessas conquistas pode ser comprovado com rápida PESQUISA, que não deixará nenhuma dúvida das minhas afirmações. Coincidentemente, volto a FRISAR, que todas as decisivas a partir do século XXI tiveram ERROS grotescos, claros e pontuais, sempre favorecendo o VICE.

São Paulo é o primeiro brasileiro a avançar na Libertadores

Comentários
Em jogo nervoso e violento, o São Paulo foi derrotado pelo Toluca-MEX, mas se classificou para as quartas de final da Copa Libertadores. Depois de fazer 4 a 0 no jogo da ida, no Morumbi, o tricolor entrou em campo, nesta quarta-feira, com a excelente vantagem e até perdeu por 3 a 1 no estádio Nemesio Díez, mas nada que tirasse a vaga do time paulista que venceu no placar agregado (5x3) e está garantido na próxima fase do campeonato. Ainda nesta quarta, o Corinthians enfrenta o Nacional-URU e o Atlético-MG encara o Racing-ARG. Ambas as partidas ficaram no 0 a 0 na ida e agora os brasileiros decidem em casa.   

"Para vencer, temos que render mais", diz Thiago Ribeiro

Comentários
O atacante Thiago Ribeiro, que chegou no Fazendão com grande status e ainda não rendeu o esperado, deu a solução para o Bahia vencer o Vitória por dois gols de diferença e conquistar o tricampeonato baiano, solução essa que não é novidade para ninguém, tampouco para a torcida tricolor que já vem cobrando faz tempo um time com atitude, mais agressivo e jogando com inteligência. Além do lado técnico e tático, o Esquadrão terá que vencer o lado psicológico visto que não consegue derrotar seu rival há oito jogos. Para o jogador, o título ainda está em aberto e se a equipe quiser sair de campo no domingo com o triunfo terá que render mais e fazer a melhor partida da temporada.

Veja a entrevista:     

BA-VI: Ingressos para torcida do Vitória na Fonte Nova

Comentários
A venda dos ingressos destinados à torcida do Vitória para o Ba-Vi deste domingo será iniciada nesta quinta-feira (5). O segundo jogo da final do Campeonato Baiano 2016 acontece no domingo (8), às 16h, na Arena Fonte Nova.

A comercialização dos bilhetes, no valor de R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia), ocorrerá na central Sou Mais Vitória do Shopping Capemi e nas bilheterias do Barradão. Nesta quinta-feira (5), entre 13h30 e 18h, a venda será exclusiva para sócios SMV. Os associados podem comprar até 2 (dois) ingressos, sendo que apenas um (1) ingresso de meia-entrada.

Na sexta-feira (6), das 9h às 17h, a venda será aberta a todos os torcedores.

Real Madrid 1 x 0 Manchester City:Veja o gol da partida

Comentários
O Real Madrid é finalista da Uefa Champions League. Hoje até o time espanhol venceu o Manchester City pelo placar de 1 x 0 e irá disputar a final contra o Atlético de Madrid que ontem superou o Bayern de Munique. O brasileiro Fernando foi autor do único gol da partida. A finalíssima do torneio acontecerá no dia 28 de maio, no San Siro Giuseppe Meazza, em Milão. A partida é única, e acontecerá às 15h45 

Veja o gol

BA-VI: Pensando no título Vitória treina finalizações

Comentários
A chuva deu uma trégua - um rápido chuvisco caiu na região do Barradão - e como demorou a escurecer na tarde desta quarta-feira, Vagner Mancini pôde trabalhar até mais tarde com os jogadores do Vitória. Foi um treinamento voltado exclusivamente para a finalização. Meias e atacantes tinham obrigação de colocar a bola dentro da rede, laterais e zagueiros de evitarem o gol.

Um trabalho acompanhado pelo atacante Marinho, cujo CK apresentou resultado um pouco elevado, e mais uma vez oi jogador não treinou com o grupo. Fez no campo uma atividade coordenada pelo professor Lucas Penha e concluiu na academia. O lateral-direito Maicon Silva participou da atividade técnica, enquanto o zagueiro Guilherme Mattis deu voltas em torno do campo do Barradão.

O atacante Dagoberto e o goleiro Fernando Miguel seguem em tratamento no departamento médico. Nesta quinta-feira, o time volta a treinar a partir das 9 horas no Barradão, e a tarde será de repouso.

Sem Hernane e Edgar Junio Bahia treina para o BA-VI

Comentários
Depois de aprimorar as finalizações e fundamentos no trabalho da manhã desta quarta-feira (04), o técnico Doriva aproveitou o turno da tarde para testar algumas opções para armar a equipe, visando o jogo da final do campeonato baiano, contra o Vitória. O treinador tricolor realizou um trabalho técnico tático, em campo reduzido, ainda sem contar com Edigar Junio e Hernane, que estão em tratamento na fisioterapia.

O zagueiro Gustavo, o volante Yuri e o atacante Mário, que se recuperam de cirurgias no joelho e o meia Rômulo, que também está tratando uma lesão muscular, ficaram de fora novamente. Nesta quinta-feira (05), o elenco tricolor treinará às 15h30, na Arena Fonte Nova, local da final de domingo.

Viana cutuca o Bahia e diz que clube não ganha do Vitória

Comentários
O presidente do Esporte Clube Vitória, Raimundo Vaiana, não tem papas na língua e não perde uma chance de provocar o seu maior rival. Após dizer que jogaria a segunda partida da final na sua casa de veraneio, o mandatário deixou as sandálias da humildade em casa e afirmou que não existe possibilidade do Vitória perder para o Bahia no domingo, em entrevista ao apresentar José Eduardo, da rádio Metrópole. "Nem pensar em perder domingo. Eu não creio que o Bahia ganhe".

Não ficou só nisso. O presidente voltou extrapolar nas palavras e cutucou o Bahia novamente quando perguntado sobre as especulações quanto a possibilidade do técnico Vagner Mancini deixar a Toca do Leão, disparando "Ele não sai. E outra: aqui na Bahia tem peixe bom para gente comer", e completou, "Eu acho um prato bom" respondendo a pergunta do nada indiscreto Zé Eduardo, popular Bocão, sobre o que o dirigente achava de "sardinha".  

O Bahia tem péssimos fundamentos de gestão do futebol

Comentários
As certezas da diretoria do Bahia vão se tornando pó ao mesmo tempo que o clube também tem superavit na gestão do clube. Uma coisa que a torcida do Bahia parece não entender ainda é que não se faz futebol sem receitas, e um clube superavitário mais cedo ou mais tarde engrenará. O problema, contudo, persiste no departamento de futebol e na cúpula que envolve o presidente quanto a alguns conceitos que se mostram ineficazes em relação as estratégias e formulações de políticas e contratos com treinadores brasileiros, a recuperação das tradições do clube com o futebol ofensivo e um contrato com um estádio que não oferece o que o torcedor mais quer, qual seja, ingressos baratos.

Os conceitos que o presidente tinha enquanto jornalistas não se prestam na prática do dia a dia para a administração do futebol em que pese o "Feeling" para trocar de técnico no tempo certo, a tendência para privilegiar garotos da base em detrimento de jogadores mais tarimbado e a aposta numa política de submissão do interesses do Bahia aos interesses do Estado da Bahia para jogar seus jogos na Arena Fonte Nova, que não tem dado ao torcedor tricolor uma política de flexibilização de preços em jogos decisivos para lotar o estádio em decorrência dos interesses do clube em trazer seu torcedor proletário de volta com preços módicos a fim de pressionar o time adversário

A permanência do treinador por toda uma temporada não há evidência empírica no Brasil que um treinador brasileiro suporte perdas de campeonatos e consiga recuperar a confiança do grupo. O problema é cultural, mas também isso se deve a falta de preparo de nossos técnicos que estão hoje bastante mal vistos pelo mundo em razão de principalmente falta de capacidade técnica de montar times que consigam vencer os grandes campeonatos sul-americanos, a tragédia do último campeonato mundial e por último a escassez de técnicos que o Bahia possa trazer no currículo de trabalhos por longas temporadas. A baixa qualidade de nossos técnicos tem muitas causas também pela excessiva falta de responsabilidade dos dirigentes em realizar com seus treinadores "workshops" para melhorarem sua bagagem teórica.

A tendência para privilegiar os garotos da base tem se mostrado um erro grave e decisivos em pelo menos dois jogos de finais de campeonato que o Bahia disputou na Copa da Nordeste nos últimos anos. Não falarei nem de erros de passe nos últimos BaxVis ou perdas de bola que propiciaram ataques do adversário que redundaram em gol, vou me contentar em apontar esses dois jogos da Copa do NE que mostraram a precipitação de colocar jogadores ainda sem a vivência de jogar finais de campeonato para setores do campo em que vale muito a experiência e a confiança dos defensores dentro de campo para intimidar o ataque adversário em suas investidas. O tricolor sofre gols muito bobos praticados por erros de jogadores juvenis.

A possibilidade de mudar o mando de campo para Pituaçu para o Bahia deve ser estudada com maior carinho pela diretoria tricolor. A Arena Fonte Nova não vem cumprindo as contrapartidas contratuais que o Bahia exigiu para jogar nesse estádio, assim como o tricolor não tem liberdade para jogar em estádios que poderia praticar um ingresso a custos menores para chamar seus torcedores da classe proletária. Torcedores que são muito mais identificados com o time e que estão se afastando do clube e o trocando por uma mesinha de bar com um transmissão de tevê regados a cerveja mais barata e a um custo de transporte zero.

Por isso, é preciso a diretoria responsavelmente voltar a colocar a cabeça para funcionar e rever suas políticas que fundaram essa gestão antes que seja tarde demais para trazer o Bahia para a primeira divisão do esporte nacional e voltar a conquistas títulos importantes. Não bastam, assim, superavits em contas do Bahia, um equilíbrio financeiro, é preciso também coragem para mudar e fazer diferente em que pese o grande pessimismo que tomou conta da torcida o Bahia nos últimos dois anos com perdas de campeonatos importantes e da tão sonhada ascensão ao futebol da elite nacional.