terça-feira, 5 de maio de 2015

Maxi volta a provocar o Vitória: "Bahia é time grande."

Comentários
O atacante Maxi Biancucchi já mostrou que é pé quente e, após a saída do Vitória, o argentino conquistou seu bicampeonato baiano pelo Bahia. Além do bom futebol que vem apresentado em 2015, sendo um dos artilheiros do time, o atacante segue colecionando provocações ao Rubro-Negro.

Em entrevista publicada pelo jornal Correio, Maxi provocou novamente, mas, desta vez, o alvo principal não foi o Vitória, e sim sua torcida ao fazer comparações com os tricolores. "A torcida (do Bahia) tem mais cobrança, tem mais pressão, tem mais cara de time grande mesmo. É muita diferença. nesse aspecto de torcida, do dia a dia na rua", disse.

O argentino pregou respeito ao ex-clube, mas não perdeu a chance de cutucar ao falar da "grandeza" do Bahia. "Não gosto de falar 'aqui é melhor que lá'. Sou muito grato ao Vitória, que me abriu as portas aqui. Essas provocações que eu faço são de boa. Tenho muito respeito pelos clubes que passei. Mas, o Bahia é time grande", encerrou.

E.C Bahia: Atacante renova e jogadores podem sair

Comentários
Ainda no aguardo pela renovação de contrato de Kieza, o Bahia estendeu o vínculo de outro atacante, após o bom rendimento na temporada, Zé Roberto renovou por mais dois anos, confirmado pelo diretor de futebol Alexandre Faria: "Zé Roberto, acertou a renovação por mais dois anos e fica até 2017. Falta apenas assinar para o anúncio oficial",  disse o dirigente.

Enquanto alguns jogadores devem chegar para disputa da Série B, outros que não agradaram podem estar de saída, são os casos dos zagueiros Chicão e Adriano Alves. Primeiros reforços para o Brasileiro, o meia Eduardo, o lateral-esquerdo Marlon e o zagueiro Jailton, ainda aguardam a regularização junto à CBF para entrarem em campo.

Preterido até do banco, Chicão está de saída do Bahia

Comentários
O experiente zagueiro Chicão chegou ao Fazendão com um vasto currículo na bagagem, muitos títulos importantes e como sendo o nome "certo" para formar dupla com Titi na defesa, mas o jogador não rendeu o esperado, e após atuações pífias e falhas repetidas, acabou preterido até do banco de reservas.

Chicão, 33 anos, não agradou e pode estar dando adeus com destino ao Santa Cruz, que segundo a imprensa pernambucana estaria interessado na contratação do experiente defensor. O jogador, que disputou 8 partidas e marcou 2 gols, tem vínculo com o Bahia até o fim de 2015, mas ambas as partes devem chegar a um acordo para uma rescisão amigável.  

América-MG x Bahia: tricolor enfrenta seu antigo zagueiro

Comentários
Futebol é como na política onde um sujeito é nomeado ministro, secretario ou qualquer coisa do ramo, 50 anos depois, quando pensamos que ele decidiu de fato encontrar um emprego onde realmente trabalhe, aparece em algum cargo publico de menor relevância.

No futebol não é exatamente isto, os caras justificam o que ganham, mas assim como na política somem e aparecem em algum lugar, é o caso de zagueiro Alison que atuou no Bahia, (creio) em 1999, fez sucesso, foi titular absoluto fazendo dupla de zaga com Nem, depois disso, encantado pela proposta do Vitória, abandonou o tricolor, assinou com o Leão, foi um fracasso, mandaram embora, atuou pelo Náutico, ABC, Treze e certamente outros clubes que não tenho conhecimento e agora aparece no América-MG e tem presença garantida no time que encara o Bahia, substituindo o titular Wesley Matos ausente para cumprir suspensão. Alison fará dupla de zaga com Anderson Conceição que também atual pelo Bahia, além de Raul outro atleta visto vestindo a camisa tricolor em um passado recente.

Fora este, o técnico Givanildo de Oliveira não tem problemas para escalar o time que enfrenta o Bahia, às 16h no Estádio Independência pela rodada inaugural dos jogos de sábado pelo Campeonato Brasileiro da Série B. Todos o contundidos foram recuperados, todos os contratados foram regularizados.

Após a euforia, a razão: uma análise do semestre do Bahia

Comentários
Em 09/12/2014 este mesmo blog trouxe um post (aqui) trazendo a relação dos jogadores que ainda terminavam o ano com contrato vigente com o Bahia. A relação trazia 25 jogadores com contratos vigentes, sendo certo que, destes 25, 7 saíram, 1 deles é Ávine, 2 deles são Feijão e Lenine e o menino Jacó voltou pra base. Além disso, foram dispensados (ou não tiveram seus contratos renovados) 17 jogadores. Em resumo: era um total clima de fim de feira.

A atual diretoria assumia um clube com elenco extremamente enfraquecido e com o time recém rebaixado. Dentre as primeiras decisões da nova presidência, tivemos a contratação do técnico Sérgio Soares e do Diretor de Futebol Alexandre Farias, que começaram a montagem do elenco.

Seguindo a linha adotada pela nova presidência, diminuíram as contratações de ex-jogadores em atividades e foram trazidos jogadores que pudessem se encaixar na visão ofensiva de futebol de seu novo treinador. Com a exceção de Chicão, vieram 8 jogadores com idade inferior a 30 anos. Além disso, mantiveram jogadores como Titi, Kieza e Maxi, e ainda repatriaram Pittoni. Pra compor o restante do elenco, foram promovidos (ou mantidos e reintegrados) inúmeros jogadores da base, para compor o elenco. Dentre os mantidos e reintegrados, tínhamos Railan, Robson, Bruno Paulista, Feijão, Lenine, Rômulo, Jeam e Zé Roberto. Dentre os promovidos, tivemos Jean, Carlos, Patric, Yuri, Gustavo Blanco e Mateus.

E foi com este elenco, R$1,7 milhão mais barato do que o do ano passado (aqui), que o time iniciou o ano. E foi com este elenco, mais barato, mais jovem e também mais dedicado, que Sérgio Soares montou um time ofensivo. Jean (Douglas Pires), Tony, Robson (Thales), Titi e Bruno Paulista (Patric), Pittoni, Souza e Tiago Real, Maxi, Kieza e Leo Gamalho (Zé Roberto ou Rômulo) formaram a base da equipe no primeiro semestre.

Após um inicio naturalmente instável, a equipe se encontrou. Após chegar a engatar uma série de 16 jogos sem derrota, vieram os primeiros jogos das finais de Nordestão e Campeonato Baiano.

Perdemos pro Ceará e, após vexatórios 3x0 em Conquista e uma segunda derrota para o time cearense (que vi in loco no Castelão), o Bahia cumpriu seu dever e ficou com o título baiano após o massacre do último domingo (só não estive na Fonte porque estava em Brasília e não voltei a tempo).

Apesar das duas derrotas para o Ceará e do tropeço no 1º jogo contra o Vitória da Conquista, penso que o 1º semestre foi, sim, positivo. Perdemos o Nordestão para um time que mereceu o título, que ganhou de forma invicta.

É óbvio que o time precisa de reforços pra Série B. A meu ver, é fundamental que traga dois laterais e um zagueiro pra chegar e serem titulares. Além disso, se possível, seria interessante trazer mais um meia e outro atacante, já que precisamos de um elenco mais completo pro Brasileiro.

Contudo, penso que o grande ganho deste semestre foi voltar a ver o Bahia se impor dentro de campo. E penso que o grande responsável por isso, se chama Sérgio Soares. Mesmo sem ter um lateral esquerdo de ofício e com um elenco repleto de jovens, ele implementou um esquema ofensivo, quase sempre com 3 atacantes e um meio campo sempre formado por jogadores que marcam e sabem jogar.

Pra mim, o grande achado de SS foi a utiliza;ao de Pittoni. O paraguaio começou a ser escalado como primeiro volante e fez um semestre primoroso, armando o time de trás, dando fluidez na saída de bola.

Além disso, “ressuscitou” jogadores como Titi, Maxi e Kieza, que, com o citado Pittoni e o recém chegado Souza (que pra mim evidenciou o ótimo negócio feito com a venda do, pra mim, limitado Pará), formaram a base do time.

Apesar de ciente das dificuldades e das necessidades de reforços, penso que é fundamental que o Bahia mantenha o Diretor de Futebol, recentemente sondado no Cruzeiro (aqui) e a comissão técnica ao longo de todo o campeonato, que será duro.

O Bahia, se quiser retomar sua grandeza, tem que voltar de forma imediata para a Série A. Se continuar neste trilho, creio ser bastante possível.

Carlos Patrocinio - Torcedor do Bahia e amigo do BLOG 

Bahia não tinha o artilheiro do Baiano há dez anos

Comentários
Com os dois gols marcados no triunfo de domingo (3), que decretou o bicampeonato baiano para o Esporte Clube Bahia, o atacante Kieza atingiu dois feitos históricos pelo clube. O Bahia não terminava o campeonato com o artilheiro do Estadual há dez anos. A última ocasião havia acontecido com Dill, em 2005. Nesta temporada, Kieza chegou aos 8 gols e recebeu o troféu “Chuteira de Ouro”, ainda no gramado da Fonte Nova, durante os festejos do título azul, vermelho e branco. Além disso, o “K-9″ se tornou definitiva e isoladamente o maior goleador da história da Arena Fonte Nova, inaugurada em abril de 2013: 11 tentos, à frente de Fernandão, que anotou 9.

Kieza soma 14 gols, em 2015 e também é o líder em assistências do elenco, com quatro passes para gols. O nosso camisa 9 também está entre os maiores artilheiros do país. Com 14 gols, Kieza é o 4° maior goleador do Brasil, na atual temporada, atrás de Robert (Sampaio Correa), com 15 gols, Max (América-RN), que tem 16 e Rafael Oliveira (Botafogo-PB), que lidera com 17.

Ceará não libera meia Ricardinho para o Vitória

Comentários

 
A novela Ricardinho, na sua segunda versão, ganhou nesta terça-feira um novo capítulo. O jogador e seu empresário acertaram todos os detalhes para a transferência para o Esporte Clube Vitória, no entanto, a concretização do negócio ainda depende do Ceará, clube com o qual Ricardinho ainda tem contrato, até ao final do ano.

Ricardinho pode assinar um pré-contrato com qualquer clube no meio do ano e sair ao final da temporada, sem que o Ceará receba nada em troca. Caso mude de ideia, o Vovô pode liberar o atleta antes, em troca de uma compensação financeira, como aconteceu no caso de Samuel Xavier, cedido ao Sport-PE

"Qualquer clube pode negociar com qualquer atleta, pode até acertar o salário, mas Ricardo tem contrato até o fim da temporada e o Ceará não negocia", garantiu o diretor de comunicação alvinegro, Marcos Medina, em entrevista ao jornal o Povo de Fortaleza. Com isso, Ricardinho está confirmado para fazer parte do elenco do Ceará na Série B 2015, quando o clube buscará o retorno à Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro.
 

O Esporte Clube Vitória vai mudar para a Paralela

Comentários
Salve, salve amada Nação Rubro-Negra!

Depois de constatado que o Leão está sofrendo com AVC (Alexi, Viana e Carlos Falcão) e que grande parte da população brasileira anda com problema de saúde devido ao sedentarismo, Mocota resolveu mandar uma grande mocodica para as duas maiores torcidas do Estado.

Galera! Por gentileza, pratiquem esportes.

Para a torcida do Vitória, Mocota recomenda correr no mínimo três vezes por semana. De preferência onde tenha muito verde. Se for viajar, uma boa pedida é admirar os bravos e temidos Leões da África.

Já para a torcida do Bahia, Mocota recomenda hidroginástica marinha. Na praia só tenham cuidado com o raso. Se for viajar, uma aventura encantadora no fundo do oceano é procurar pela Atlântida perdida.

Por falar em viagem, neste ultimo final de semana, Mocota reencontrou uma belíssima amiga torcedora do Bahia que é uma verdadeira... SEREIA!

Magno Alves deixa o Ceará e vai para o Fluminense

Comentários
Era uma saída já esperada e ensaiada desde o final do ano passado e agora concretizada. O inoxidável Magno Alves deixa o Ceará e agora irá vestir novamente a camisa do Fluminense do Rio no Campeonato Brasileiro da Série A após de 13 anos O jogador de 39 anos acertou sua rescisão com o clube cearense nesta segunda-feira, 04, e já tem um acordo verbal com o Fluminense e se apresenta nas Laranjeiras nesta quarta-feira, 06. Outro que deixa o Ceará é o lateral-direito Samuel Xavier. O jogador tinha contrato até o final deste ano, no entanto, o Sport-PE, pagou aos R$ 400 mil de multa rescisória e levou o jogador.

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Kieza se torna o maior artilheiro da nova Fonte Nova

Comentários
Após a saída de Fernandão, o Bahia passou o primeiro semestre todo de 2014 atrás de um substituto para o ex-atacante tricolor. Anderson Talisca chegou a ser improvisado de centroavante por Marquinhos Santos para suprir a falta de um camisa 9, até chegar Kieza carregando na bagagem a responsabilidade de ser o homem gol do Esquadrão.

Após ficar devendo na temporada passada, K-9 deslanchou em 2015 e definitivamente caiu nas graças da torcida, sendo o grande nome do Bahia na conquista do Campeonato Baiano. Com os dois gols na final do estadual, Kieza se tornou o maior artilheiro da história da nova Arena Fonte Nova, chegando aos 11 gols e ultrapassando o ex-jogador do Bahia, Fernandão (que havia marcado 9 vezes), além disso, o camisa 9 ainda terminou como artilheiro do Baianão com 8 gols. 

Melhores do Baianão 2015: Bahia tem 9 indicados

Comentários
Nesta terça (5), acontecerá o evento festivo realizado pela FBF aonde será decidido os melhores do Campeonato Baiano, além dos jogadores por posição, serão premiados o melhor técnico, preparador físico, craque e revelação.  

Os indicados para premiação já foram escolhidos por votação realizada por jornalistas e, com méritos e coerência, os times com mais jogadores na lista foram os finalistas, Bahia (com 9 indicações) e Vitória da Conquista (com 12 nomes). O Vitória, com a quinta colocação no estadual, tem apenas dois atletas na briga.

Confira abaixo os indicados aos prêmios:

E assim renasceu a mística tricolor!

Comentários
Tenho ainda a sensação que não acordei de um sonho. A euforia que sentia parecia não vir desse mundo, pois nunca tinha visto com 22 minutos numa decisão de campeonato um time tirar uma diferença de 3 gols. Mas, aconteceu na Bahia e com meu Bahêa! Eu botava mais fé no campeonato do Nordeste, não no Baianão depois da derrota em Conquista. Mas, com a evolução dos acontecimentos, conhecendo um pouco o futebol e suas surpresas, amadurecendo a fé no futebol que conquistou o Brasil no primeiro semestre, eu não pude deixar de ver o jogo da decisão do Baianão 2015 e sobretudo acreditar no meu Bahia a fim de ver mais uma vez a história ser escrita de forma extraordinária. Sim, os eventos que se sucederam  no campo de futebol entre Bahia x Conquista não eram desse mundo. Parecia que o time nos levava apenas em 22 minutos de jogo a um delírio que muitos só tiveram conhecimento na década de 80 quando o time do virou um jogo contra o Santa Cruz-PE pelo campeonato brasileiro. 

Esse delírio a que fomos contaminados com apenas 22 minutos de jogo não era desse mundo mesmo, leitor. O que o Bahia fez não tem paralelo no campeonato baiano, pois o Conquista até então invicto era segundo a crônica especializada o grande favorito ao título baiano. Eu vi muitos "secadores" e torcedores do Conquista com faixas ostentanto uma conquista que não viria para o time de Vitória da Conquista. O mundo, contudo, dá muitas voltas e a Arena Fonte Nova era o palco perfeito para vermos gigantes em campo com o manto tricolor transformar o Conquista num time que nem sombra foi da expectativa que depostiaram no Bode. O Bahia venceu o jogo com tanta autoridade e maturidade que nem lembrou os erros de finalização que tanto o martirizava. As bolas do tricolor de aço finalmente ganhavam as redes como que inflando balões de euforia por Salvador que logo ganhou toda a Bahia pelo ar de garra tricolor demonstrada pelos nossos atletas.

Por isso, amigos, vamos nos congratularmos como tricolores que não esmorecem com a fé que nunca costuma falhar e somente um time por 46 vezes Campeão sabe como renovar. Um clube que não faz festa para time do interior, que não perde classificação seguidas vezes em seu campo e que ostenta duas estrelas bem conquistadas com o amor de torcedores-jogadores que tão logo veem essa grandeza da nossa torcida e símbolos para passar a também seguir essa religião de ser Bahia e torcer para um grande time vencedor. Um clube democrático, vanguardista e, sobretudo, um time que nos enche de saudade é do futuro. Pois, calculamos que depois de 20 anos tiramos um Bicampeonato baiano com apenas 2 anos de democracia, então devemos em breve alçar voos mais ousados. Devemos isso a nação tricolor, torcedores democratas e sócios do maior time do norte e nordeste do Brasil: o E.C.Bahia!

Nordestão

Um ponto pouco discutido no campeonato baiano para melhorar ainda mais a oportunidade de nossos times conquistarem o Nordestão, na minha opinião o grande torneio do Brasil do primeiro semestre, é fazer com que a final tenha só um jogo decisivo no campo do time de melhor campanha. Certamente, evitaria tantos desgastes, falta de foco e determinação quando um clube disputa três competições ao mesmo tempo numa sequencia de jogos que faria qualquer outro time, menos o Bahia, aceitar o vice-campeonato baiano como uma coisa natural. O Bahia, assim, poderia ter ganho o Nordestão que tanto nos empolgou se não tivesse o jogo domingo em Conquista que afinal de contas não serviu para quase nada, a não ser que queriam tirar uma partida a mais para decidir quem é Campeão em campo neutro. Ainda bem que existe regulamento, e ele precisa ser aperfeiçoado.

Vitória x Sampaio Corrêa: adversário não faz cara feia

Comentários
O Esporte Clube Vitória estréia no Campeonato Brasileiro da Série B no próximo sábado no Estádio Manoel Barradas Carneiro e às 16h inicia sua caminhada rumo à elite do futebol nacional, ainda que não tenha feito contratações importantes e o clube segue praticamente com o mesmo time de passou vergonha no Campeonato Baiano e foi eliminado pelo Ceará na Copa do Nordeste, exceto a contratação do lateral Diego Renan, em contrapartida, mandou para o come-e-dorme, Neto Baiano candidato único para concorrer com Jorge Wagner para a condição de astro do time rubro-negro.

O adversário será o Sampaio Corrêa que conquistou o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro no ano de 2013 em uma disputa Macaé-RJ e no passado acabou na 10ª posição e  faz sua estréia no Brasileiro cabisbaixo após perder sábado à tarde o titulo estadual maranhense para o Imperatriz.

Porém o time é o maior papão de titulo do estado com 32 conquistas sendo que oito delas de forma invicta, além de ser o único clube do Brasil que foi campeão de três divisões nacionais diferentes – series B, C e D. Falta agora obter o acesso e tentar a conquista da primeira divisão para fechar o pacote geral. Convenhamos, é complicado. O time ainda briga pela Copa do Brasil deste ano, em uma disputa direta e reta com o Palmeiras, O primeiro jogo já aconteceu, registrando o empate em 1 x 1 em São Luis.

O time maranhense não apresenta jogadores conhecidos do futebol baiano e não anunciou qualquer contratação para o Brasileiro da Série B. A principio, o time tricolor do maranhão não se apresenta como empecilho importante na concorrência direta pelo acesso com a dupla Bahia e Vitória.


América-MG x Bahia: adversário é concorrente direto

Comentários
Começa nesta sexta-feira, o Campeonato Brasileiro da Série B com a realização de quatro jogos, sendo que Paraná x Ceará é o jogo de maior destaque. A dupla Bahia e Vitória só entram em campo no sábado, com o Esporte Clube Vitória enfrentando o Sampaio Corrêa no antigo santuário que quase já não opera milagres, enquanto o Esporte Clube Bahia, vai até Minas Gerais e no Estádio Independência encara o América-MG já estreando com uma parada dura pela frente e longe de casa.

O América-MG junto com o Ceará fizeram no passado fez uma campanha perfeita no primeiro turno, no entanto, após a pausa da Copa do mundo, o Ceará desceu ladeira abaixo, enquanto o América-MG penalizado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) perdeu inicialmente 21 pontos por utilização do lateral Eduardo de modo irregular, caiu para zona de rebaixamento, recorreu, a punição foi reduzida para apenas seis pontos, correu atrás e acabou a competição em quinto lugar, apenas um ponto atrás do Avai, últimos da lista daqueles que obtiveram o acesso. Sem a punição o Coelho seria o terceiro lugar, 3 pontos acima do Vasco da Gama, hoje campeão carioca.

Este ano, o time continua sendo treinado por Givanildo de Oliveira com passagem pela dupla Bahia e Vitória em um passado distante. O time já não conta com o futebol de Obina seu artilheiro no ano passado com 2o gols que agora atua no Matsumoto Yamaga do Japão e Tcho, contratado e pouco utilizado pelo Bahia. No entanto, até agora foram contratados o meia Tony, os atacantes Henrique Santos e Willie do Vitória, os laterais Raul que atuou pelo Bahia e Walber, ex-América-RN, além de Marcelo Toscano contratado junto do Mirassol. No atual campeonato mineiro, o América.MG ficou na quinta posição, atrás do Tombense.

O time ainda conta com três jogadores com passagem pelo futebol da Bahia, como o goleiro Fernando Leal (Bahia e Vitória), o zagueiro Anderson Conceição que assinou contrato com o Bahia e penso que jamais atuou e Mancini outro de passagem apagada pelo tricolor de aço.

Números do 1ª semestre do futebol do E.C Bahia

Comentários
A primeira etapa do ano 2015 acabou para o Esporte Clube Bahia e os demais clubes e agora se inicia a fase mais importante: a briga pelo retorno do clube para o Campeonato Brasileiro da Série A, já no próximo sábado, encarando no Estádio Independência, o América-MG que a principio é um dos favoritos para uma das 4 vagas, junto do próprio Bahia, Ceará, Esporte Clube Vitória e o Botafogo do técnico René Simões.

O site oficial do Bahia fez uma atualização dos números do clube neste primeiro semestre, onde disputou 26 jogos oficiais. Passada régua a campanha difere apenas em relação ao ano passado no avanço na Copa do Nordeste já que em 2015 chegou as finais, enquanto em 2014, ficou antes no meio do caminho. No Campeonato baiano o sucesso foi repetido, no entanto, na base, houve um atraso, quando perdeu para o Esporte Clube Vitória o Campeonato Baiano SUB-20, que é a mais importante da categoria.

Veja os números até então do Esporte Clube Bahia