Mostrando postagens com marcador ecbahia esporte-clube-bahia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ecbahia esporte-clube-bahia. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Juninho conduz o Bahia em um grande triunfo fora de casa

Comentários
O Bahia, entrou em campo contra o Atlético MG, pressionado e precisando do triunfo, para aliviar o peso nas costas de seu treinador. Que foi ousado, colocou um time inesperado, com Regis e Allione no banco, com Vinicius e Mendonza como titulares. Sua estratégia era aproveitar os erros do Galo e se beneficiar dos contra-ataques.

E assim fez, do início até o fim do jogo, soube sofrer, suportou a pressão da equipe mineira, jogou o torcedor contra a própria equipe e matou a partida com dois gols de Juninho. Logo ele que precisava muito disso para recuperar o bom futebol do ano passado.

Vamos ao show:

segunda-feira, 17 de julho de 2017

René se destaca, mas Bahia dá mole e empata contra o Avaí

Comentários
O Bahia entrou em campo em casa contra o Avaí, em busca de mais um triunfo em casa. Porém não conseguiu impor seu jogo, por boa partir do confronto, trocou passes na intermediaria adversária, sem conseguir penetrar na defesa do Avaí. Nas poucas oportunidades que tinha, parava nas boas defesas do goleiro. Mesmo assim René Junior fez doa jogada, tabelou com Vinicius e abriu o placar, mas em um erro de marcação da defesa sofreu o gol de empate.

No primeiro tempo a equipe não conseguia finalizar, prezo na marcação do Avaí, foi totalmente neutralizado pelo esquema defensivo da equipe adversaria. Jorginho mudou o meio, tirou Regis e Allione e apostou em Ferrareis e Vinicius, que em certos momentos deu mais velocidade na equipe e boas perspectivas de melhorar em seu jogo. Mas só conseguiu ser eficiente em 3 oportunidades em uma bola na trave, uma boa defesa do bom goleiro do time catarinense.

https://www.henfershop.com/

Vamos ao jogo:

sábado, 15 de julho de 2017

Bom futebol ou resultado? O que é mais importante ?

Comentários
Como o futebol é interessante, intenso, competitivo e surpreendente. De fato, todas essas palavras defini o futebol, que em certos momentos deixa o torcedor com raiva e em segundos deixa feliz. Atualmente para o brasileiro, futebol hoje se resumi em resultado, não mais em um futebol bonito, gostoso de ver, mas sim em resultados. Será que você torcedor do Bahia, prefere um bom futebol ou apenas resultado?

Outra pergunta que faço é se a torcida do Bahia teria maturidade para ver o time jogar em casa como o Corinthians joga hoje, uma equipe extremamente organizada, inteligente e letal. Que sofre, deixa o adversário jogar e é mortal quando chega ao ataque. Será que a Arena Fonte Nova lotada, aceitaria o Bahia jogar atrás da linha da bola em casa, sofrendo e chegar a frente com qualidade e buscar o jogo como fez contra a Ponte Preta?


https://www.henfershop.com/






Será? Vejamos:

terça-feira, 30 de maio de 2017

Guto, Bahia e a crueldade do futebol

Comentários
Resultado de imagem para guto ferreira e o escudo do bahia

Como o futebol é cruel com equipes de orçamento menor, como é dificil manter um treinador quando é feita uma boa campanha, já era dificil manter jogador, mas com a falta de qualidade e a perca de espaço de treinadores mais velhos, a cada dia fica mais dificil para um time nordestino montar u bom elenco e usufluir do mesmo durante 2 a 3 temporadas. 

Esse  ta sendo o caso do Bahia, depois de um otimo segundo turno da serie B e um grande inicio de temporada, o elenco do Bahia vem sendo cobiçado, além disso seu treinador pela segunda vez e cogitado como nome forte entre os grandes times do país. Não é por acaso, Guto sem sobra de duvidas é o melhor treinador do Bahia nos ultimos 15 anos, seja em numeros, objetivos alcaçados e tempo no cargo....

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Compactação e eficiência, faz o Bahia melhor do Nordeste

Comentários

O Bahia vem fazendo boas apresentações na Copa do Nordeste, venceu 6 das 8 partidas e não perdeu nenhum jogo até então. Vem jogando um futebol vistoso, com boa marcação, compactação e variação tática. Não só isso, vários jogadores vêm jogando bem nesse inicio de temporada e Guto também é fundamental, vem fazendo um grande trabalho colocando o tricolor no patamar de melhor time da competição.

quinta-feira, 30 de março de 2017

Régis encanta e o Bahia se consagra o melhor do Nordeste

Comentários
O Bahia não fez um bom primeiro tempo, os bons jogadores estavam apagados e o time pouco criou, porém no segundo tempo o tricolor se encontrou, trabalhou a bola, dominou a partida e se garantiu na semi final. Guto merece o respeito do torcedor, pois tem o time nas mãos e a cada rodada vem mostrando isso, ainda é cedo para falar, porém esse elenco pode da ao Bahia a melhor temporada na serie A em pontos corridos. Régis é o maestro do time, controla o jogo, participa de todas as jogadas ofensivas do clube, marcou 7 gols e distribuiu 3 assistências, líder nos dois quesitos, vem fazendo um ano fantástico. 

quinta-feira, 23 de março de 2017

Defesa do Bahia é o maior destaque da Copa do Nordeste

Comentários
O Bahia ontem fez uma boa partida em casa, neutralizou o adversário, propôs e controlou o jogo do inicio ao fim da partida e saiu vitorioso merecidamente. A equipe de Guto tem as linhas próximas, jogadores talentosos e compacta, o Bahia erra poucos passes, quando um tem a bola tem sempre 2 ou 3 opções de passe e isso é muito interessante, ainda tem problemas nas laterais, porém isso deve mudar futuramente. Já o sistema defensivo do Bahia vem se qualificando a cada dia, em 6 jogos na copa do nordeste, não levou nenhum gol, é uma das melhores do Brasil. 


A equipe do Bahia encanta o torcedor que gosta de volume de jogo, de bons passes e de jogadas de efeito que em alguns lances Regis e Allione protagonizam no jogo, trabalha a bola com paciência, espera o melhor momento para atacar e definir o jogo, esse é o Bahia 2017. Repaginado, compacto e vistoso, quando Guto consegue fazer o time jogar assim é muito gostoso ver o tricolor jogar. 

domingo, 19 de março de 2017

Artilheiro, cérebro e melhor jogador do Bahia

Comentários
Nesse inicio de temporada, nenhum jogador participa mais do jogo que Régis, meia se reinventa em 2017 e a cada jogo vem se consagrando como o cérebro da equipe. Nesse Bahia interessante de Guto Ferreira, o tricolor trabalha bem a bola, tem marcação alta e todos os lances de ataque passam pelos pés do meia, que além de ser o grande criador de oportunidades do tricolor é o artilheiro da equipe na temporada com 6 gols. 

sexta-feira, 3 de março de 2017

Bahia joga bem e se mantém invicto na Copa do Nordeste

Comentários
O Bahia entrou em campo com o esquema de sempre (4 2 3 1), com bom volume de jogo e mesmo com alguns erros táticos a equipe se portou bem e controlou o jogo. Em um inicio de partida com marcação avançada, pressão na saída de bola do Altos, o Bahia teve boas oportunidades no primeiro tempo, porém faltou calma para abrir o placar na primeira etapa. No segundo tempo a equipe se soltou, com boas triangulações e avanço dos laterais, chegou aos gols e sacramentou o triunfo. Vamos aos destaques:


quinta-feira, 2 de março de 2017

Atacante contestado no Bahia, faz golaço e é destaque no Mirasol

Comentários

Em 6 jogos atuando pelo Mirasol no campeonato Paulista, o atacante Zé Roberto, vem fazendo sua melhor temporada em toda a sua carreira. Em grande fase, o jogador revelado pelo Bahia, marcou 3 gols e o ultimo deles foi um golaço contra o Corinthians, que foi eleito o gol mais bonito da 6ª rodada do Paulistão. O jogador tem feito bons jogos e a equipe liderá o grupo D da competição com 13 pontos, a frente da Ponte Preta. A cada rodada o atacante ganha mais confiança e vem ganhando notoriedade no cenário nacional, atuando na competição de maior vitrine do 1º semestre.

Vale ressaltar que o jogador nunca foi unanimidade no tricolor baiano, sempre contestado e criticado pela imprensa e pela torcida, Zé Roberto nunca conseguiu suprir as expectativas da nação tricolor. O atacante tem contrato com o Bahia até junho de 2017 e dificilmente retornará para  esquadrão, se continuar se destacando no Mirasol, pode se transferir para qualquer equipe e o Bahia não receberá nada pela transferência. 

Veja o golaço:

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Planejamento, o que o Bahia espera em 2017?

Comentários
O Bahia, começou o ano contratando dentro de suas carências, investiu no que fez falta ano passado e tem o intuito de fazer um ano com segurança e se manter na serie A. Isso não quer dizer que a equipe não possa surpreender e quem sabe chegar na parte de cima da tabela ou chegar forte na copa do Brasil. É difícil? Muito, a torcida precisa entender o projeto, o planejamento e o que o Bahia em termos financeiros pode fazer no cenário nacional.

A torcida é carente, claro que muitos não viram o tricolor ser campeão nacional ou realizar uma grande campanha. Antes era menos difícil, os campeonatos eram de mata a mata, o futebol financeiramente não era tão desnivelado entre outros fatores. Infelizmente o futebol não é uma conta exata, um time pode ter ótimos jogadores e não fazer boas campanhas ou ter jogadores médios e chegar forte em varias competições.

Hoje o futebol brasileiro tem vários jogos, é mal organizado e isso privilegia as equipes com maior poder aquisitivo para formar um bom elenco e chegar forte. Verdade que há exceções para fazer campeonatos seguros e incomodar os grandes nas competições nacionais e continentais. Para chegar a esse nível, é preciso criar uma filosofia, da sequencia a um time, apoio da torcida, paciência e boa gestão administrativa.

O Bahia busca isso, se organizar, se manter na serie A, crescer a marca e fazer o que deveria ter feito a 27 anos atrás. Não será fácil, então a torcida tem que entender todo esse projeto para assim almejar um futuro diferente e um dos problemas da nação tricolor é criar expectativas maiores do que o time pode produzir.

O tricolor não tem condições de formar um elenco com grandes jogadores, mas pode dentro de suas limitações formar uma boa equipe e isso é o que a diretoria ta pensando. Para formar uma boa equipe é necessário da sequência a um elenco, ter uma base e saber utilizar todos os jogadores do plantel. O projeto para os próximos anos é esse, todos devem acreditar, o futuro tem boas chances de ser melhor e o trabalho que está sendo feito hoje vai refletir amanhã.

domingo, 29 de janeiro de 2017

Bahia vence, com belos gols e pouco futebol

Comentários
Bahia x Jacobina

O time "B" do Bahia, começa a temporada com um futebol parecido com o time principal, desorganizado, com erros na saída de jogo e falta de criatividade no meio campo. Guto mantém o esquema do ano passado, mesmo sem ter um jogador de velocidade pelos lados, o time ataca pouco, erra muitos passes e não consegue controlar a partida. É um time previsível, que centraliza o inicio das jogadas, avança pouco pelas laterais e não consegue vencer a marcação adversária.

O jogo começou bem movimentado com o Jacobina avançando a marcação e tentando dificultar a saída de jogo do Bahia, forçando o erro da equipe tricolor. Mesmo com a marcação adiantada a equipe do interior tinha sucesso no seu objetivo, pelo menos no inicio da partida. O Bahia so conseguiu trocar bons passes e chegar ao ataque em duas oportunidades, uma com Gustavo e a outra com Zé Rafael, onde o meia recebeu um belo passe de Edson e conseguiu marca um belo gol.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Com jogador expulso e golaço anulado o Bahia começa 2017 empatando contra o Fortaleza

Comentários
A imagem pode conter: 8 pessoas
Bahia começa 2017, com um jogo cheio de emoções, um inicio nervoso, com gol anulado, expulsão de Juninho e  um segundo tempo emocionante, com o tricolor marcando muito bem e tentando sair nos contra-ataques. O empate logo na estreia não foi um resultado ruim pelas circunstancia do jogo, porém o tricolor poderia ter saído com os três pontos se não fosse a falta de velocidade, principalmente no inicio da partida. 

O esquadrão entrou em campo com três meias, no esquema 4 2 3 1, com Regis, Allione e Zé Rafael alternando de lado o tempo inteiro sem posições fixa. O problema do esquema é que nem Zé Rafael e nem Allione tem qualidade na recomposição e o Bahia sofreu no 1º tempo com os contra-ataques do Fortaleza, que estava atuando bem fechado e apertando a saída de bola do tricolor. Foi notável que com essa formação no meio de campo é praticamente impossível o Bahia sobreviver a times que atuam como o Fortaleza.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Bahia definido para o jogo contra o Fortaleza

Comentários
A imagem pode conter: 1 pessoa

O Esquadrão entrará em campo hoje as 21:30 contra o Fortaleza, é o primeiro jogo da temporada e logo na estreia o Bahia enfrentará o líder do campeonato Cearense. O tricolor vai a campo com: Jean, Eduardo, Tiago, Jackson e Armero; Juninho, René Junior; Zé Rafael, Allione e Regis e Hernane. Mesmo sem poder contar com Edgar Junio, Guto Ferreira manteve a equipe ofensiva com o intuito de surpreender a equipe Cearense fora de casa. 

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Sem pontas de qualidade, Bahia depende de Edgar Junio

Comentários
Sim, o Bahia é dependente de Edgar Junio, não porque o extremo é um craque ou um gênio, mas sim pela regularidade e o empenho do atleta taticamente. Além de contribuir muito para a equipe nos jogos, dificilmente fez um jogo ruim, mesmo sem brilhar na maioria das partidas, é mais fácil encontramos boas partidas do que partidas ruins. Edgar mantém a regularidade dentro de todas as partidas em que atuou, chegando bem ao fundo, fazendo gols e participando de quase todas as atividades ofensivas.

O atleta se lesionou durante a Florida Cup, devido a uma pancada sofrida em uma das partidas, o jogador ficará durante 45 dias no departamento medico e com certeza Guto Ferreira terá dificuldades para montar o elenco com o único atleta que atua pelos lados com velocidade e agressividade para atuar a frente. Na ultima vez que Edgar Junio ficou fora do tricolor, a equipe passou dias difíceis na serie b.

domingo, 22 de janeiro de 2017

Guto pensa em 4 4 2, entenda como atuaria o Bahia

Comentários
Resultado de imagem para Guto Ferreira

Guto em entrevista recente, declarou que por ter poucas opções de velocidade, pensa em atuar com a equipe no famoso 4 4 2. Ajustado e bem organizado ele pode surpreender no 1º semestre, com variações de posições e aproveitando as qualidades de cada jogador, o treinador do tricolor tem em mãos um plantel com bons meias e volantes com qualidade na saída de bola e na recomposição. 

A parte defensiva deve começar com a base de 2016, as novidades são; Jean como goleiro titular e Armeiro pela esquerda. Eduardo, começa a temporada como titular, porém pressionado pela contratação de Wellington Silva. Na zaga, não tem o que mexer, tanto Jackson quanto Tiago foram bem em 2016 e dificilmente perderão as vagas. 

Ele deve manter o meio campo com Régis, Juninho e René Junior a principio. A dúvida é em relação a qual meia vai atuar no lado direito, pois ele começou a temporada com Zé Rafael e agora o Bahia também tem Allione com fome de bola. 

De inicio, apostaria em Allione na direita e Régis na esquerda, pois ambos tem velocidade e são condutores de bola. Allione mais pensador com bom passe e visão de jogo e Regis com um bom controle de bola e com qualidade para puxar bons contra ataque pelos lados. Em relação aos volantes, tanto Juninho quanto René começam de titular, um por conta das boas atuações e com um certo protagonismo por ter sido o destaque da equipe no acesso e o outro com as boas partidas que vem fazendo taticamente. 

No ataque a equipe enfim vai ter Edigar Junio Solto, atuando atrás de Hernane, flutuando pelos lados e agredindo a equipe adversária com sua velocidade. Hernane provavelmente será o 9 no inicio da temporada, acho difícil perder a vaga, pois pelo que apresentou no Corinthians Gustavo não tem futebol para ocupar essa vaga. Agora, Guto pode mudar o esquema e atuar sem um 9 e ai ele sai da equipe titular. 

Exibindo LINEUP111485127971385.png

Com esse esquema o Bahia teria uma boa formação ofensiva e teria mais jogadores no meio de campo para trabalhar a bola e controlar o jogo. Ao depender de como seria o sistema de marcação, o Bahia teria muita velocidade nos contra-ataques e isso pode ajudar muito a equipe na serie A. 

O bom do 4 4 2 é ver Regis atuando pelos lados, principalmente no esquerdo, ele fez boas jogadas vindo da esquerda para o meio quando entrava no 2º tempo, quem não lembra de quando Regis entrava solto flutuando pelos lados, dando amplitude e dinâmica a equipe no 2º tempo. Quando atua centralizado ele não consegue fazer o que faz atuando solto com possibilidades de flutuação pelas pontas. 

No lugar de Guto Ferreira, eu adotaria um 4 4 2 dinâmico e móvel, sem um 9, seria interessante ver Regis e Edigar Junio jogando soltos no ataque, sem posições definidas, porém com velocidade e agressividade na frente. Um meio campo formado com Allione e Zé Rafael pelos lados e Juninho com Matheus Sales atuando como volantes. O time teria boas possibilidades ofensivas, com velocidade e qualidade na saída de bola, bons passes com os meias e os atacantes verticalizando as jogadas e flutuando sem posição definida confundindo a defesa adversaria. 

Exibindo LINEUP111485131638123.png

Eu apostaria, não sei se Guto tem essa coragem de colocar um 4 4 2 ofensivo, com jogadores técnicos e com qualidade no passe para municiar os atacantes. O time perde um jogador dentro da área, porém os meias e volantes terão mais espaço para aparecer ofensivamente. 

O esquema é bom, claro precisa ser treinado e ter sequência. Com o time jogando com esses jogadores, ele pode sem trocar peças alterar o esquema de jogo durante a partida e confundi o time adversário, fazendo Edgar de falso 9 e trazendo Regis pela esquerda atuando como ponta. Zé Rafael atuaria centralizado e Allione pela direita. O esquema sairia do 4 4 2 para o 4 2 3 1, muitos times na Europa tem essa variação, no Brasil isso é difícil, mas alguns treinadores utilizou isso no brasileirão e o Grêmio de Renato Gaúcho jogou com Luan atuando de Falso 9 e voltando para recompor, surpreendendo o Atlético MG taticamente.


Obs: Os números são ilustrativos.  

Bahia empresta Rômulo para o futebol Coreano

Comentários
Resultado de imagem para romulo do bahiaO Bahia acertou o empréstimo do meia Rômulo para o futebol coreano, o jogador atuará na equipe Busan I'Park em 2017. Com um começo muito bom no final da temporada em 2014, o jogador por muito tempo foi considerado uma grande aposta pela torcida e direção tricolor, porém não convenceu nos anos seguintes e aos poucos foi perdendo espaço com os treinadores. Chegou a ser emprestado em 2016 ao Bragantino e sem oportunidade foi devolvido ao Bahia.

Protagonista em diversas discussões no blog e em outras mídias sociais, Rômulo teve um bom inicio no profissional, porém não se adaptou as mudanças de esquemas feitas pelo elenco principal. Foi em pouco tempo de promessa a decepção, em 2016 pouco atuou e foi devolvido pelo Bragantino e não teve oportunidades com Guto Ferreira.

A direção do esquadrão vem emprestando seus atletas formados na base, e que pouco estão sendo aproveitados pelo técnico Guto Ferreira. Dedé foi emprestado ao Mogi- Mirim, Gustavo Blanco atuará no America MG e Rodrigo Rodrigues jogará pelo Juazeirense.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Matheus Sales: Entrevista com o novo volante do Bahia

Comentários
Anunciado ontem e apresentado hoje à tarde o reforço do Bahia, o volante Matheus Sales que chegou via empréstimo do Palmeiras, concedeu entrevista coletiva nesta quarta (18), no Fazendão onde falou das suas expectativas em vestir a camisa do Bahia e evitou falar sobre as declarações de Abel Braga, do Fluminense que sem citar nomes, insinuou que o jogador optou por um fusca quando poderia está de BMW ou coisa do estilo e tipo.

"Ele não citou nome, nem o meu ou do clube, mas achei que o projeto do Bahia seria melhor. Não sei se foi para mim. Respeito Abel e o Fluminense. O Abel é um grande técnico e o Fluminense é um grande clube, mas escolhi o Bahia e são as cores dele que vou defender", explicou.

Ouça a entrevista

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Guto tem potencial para ser treinador do Bahia em 2017?

Comentários
Depois de um torneio de pré-temporada, em que a equipe pouco treinou com bola, pouco praticou situações de jogo ou uma elaboração de um novo esquema com as novas peças que Guto tem mãos, muitos já questionam o trabalho do treinador, foi dito que o mesmo era muito frouxo e que não tinha capacidade de treinar o Bahia. Guto antes do Bahia fez um bom trabalho na Ponte Preta, montou e fazia boa campanha na Chapecoense em 2016 antes de chegar ao Bahia.

O que vimos em 2016 foi um treinador que chegou com uma missão difícil e que não tinha espaços para erros ou experiências. Um desafio sem planejamento, que exigia em um curto espaço de tempo um acesso para a serie A numa equipe grande do nordeste, bicampeão brasileiro, com uma torcida enorme faminta e carente a muito tempo de títulos expressivos, sem falar na falta de bons trabalhos e projetos administrativos e estruturais para voltar a ser uma grande equipe em termos nacionais.

Veio, aceitou o desafio, cumpriu o combinado, teve dificuldades no final do objetivo, porém realizou uma campanha extraordinária em termos de aproveitamento no 2º turno. Mesmo sendo contestado por ter vencido todas as partidas no 2º turno atuando em casa e vencido apenas duas fora, foram exatos 66,67% de aproveitamento no returno ( Equipe de matemática UFMG). Se o Bahia tem esse mesmo aproveitamento desde o 1º turno, mesmo vencendo poucas fora de casa e as mesmas dentro de casa seriamos campeão ou vice da serie B. Ganhar em casa ou fora não conta na tabela de pontuação, o que conta é aproveitamento, se o Bahia vencer todas em casa na serie A e perder todas fora, somaria 57 pontos, faria a melhor campanha do clube em uma edição de pontos corridos e ficaríamos entre os 6 primeiros.

O teste de Guto é agora em 2017, montando uma equipe, experimentando, usando vários esquemas táticos e encontrando a melhor maneira de atuar durante a temporada. Ele tem tudo esse ano para introduzir sua filosofia de trabalho, e elevar o patamar do esquadrão em termos nacionais. Baiano e Nordeste são os testes para o treinador enfim, recolocar o tricolor em evidência no pais. O time é interessante, tem jogadores de potencial e que pode reerguer a marca e fazer uma campanha interessante no brasileirão.

O tricolor está dando estrutura e bons jogadores ao treinador, com certeza Guto fará um bom trabalho esse ano, paciência, apoio e compreensão é o que todos os torcedores têm que ter nesse momento. Três meses já da para o time ter uma cara e ai quem sabe o futuro pode nos revelar boas surpresas.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Copa São Paulo 2017: Bahia é eliminado pelo Cruzeiro.

Comentários
Atuando hoje à tarde no Estádio Baetão, em São Bernardo do Campo-SP pela 2ª fase 48ª Copa São Paulo de Futebol o Esporte Clube Bahia não se deu bem. O time tricolor enfrentou o Cruzeiro em jogo eliminatório e depois de 90 minutos de uma disputa equilibrada e até com certa e tímida predominância do tricolor Bahia, deu Cruzeiro que com gols marcados por Vitinho aos 30 minutos e César aos 38, ambos no 2ª tempo, venceu pelo placar de 2 a 0.

Desta forma, o time mineiro avança em direção da terceira fase e o bicampeonato, enquanto o Bahia se despede da competição depois de desembarcar em São Paulo como um dos favoritos ao titulo.

O Cruzeiro volta a entrar em campo nesta sexta-feira, pela terceira fase. O próximo adversário sairá do sobrevivente do duelo entre  Bragantino e Trindade, que se enfrentam às 18h desta quarta-feira, em Mogi das Cruzes

A Copa São Paulo este ano contou com 4 clubes do estado. Bahia, Vitória, Atlético de Alagoinhas e Vitória da Conquista sendo que todos já foram eliminados daquela que é considerada a competição de maior em importância na categoria de base.

Para chegar neste estágio da competição, o Bahia venceu o Trindade-GO e Fast-AM e empatou com o São Bernardo e acabou a primeira fase como líder do Grupo 21, enquanto o Cruzeiro, 2ª do Grupo 22 venceu o River e União de Mogi e perdeu para o Bragantino.